fbpx
The Riders Histories
Notícias

Continental GT 650: A Royal Enfield com Elegância

Continental GT 650

Descubra a essência neo-retro da Royal Enfield Continental GT 650, um café racer refinado. Testamos cada detalhe, desde o seu design inspirado até o desempenho elegante.

Ressurgimento Café Racer:

A história fascinante do Continental GT, de uma bicilíndrica de 250cc ao ícone neo-retro atual. Certamente uma jornada pelas origens do Café Racer e o papel do lendário Ace Café londrino na sua evolução.

Estilo Neo-Retro Atualizado:

Contudo, uma análise profunda do renascimento do Continental GT 550 em 2013 e seu percurso estilístico. Detalhes sobre cores vibrantes, acabamentos cromados e o design funcional que mantém a tradição.

Sob o Capô:

Em primeiro lugar, adentramos no coração da Continental GT 650 – um motor bicilíndrico suave, refrigeração a ar e a escolha consciente de não adotar modos de condução complexos.

Consequentemente, uma abordagem clássica, mantendo o apelo contemporâneo.

Leia também:

Pilotando o Estilo:

Portanto, da posição de pilotagem ao ronco distintivo do motor, exploramos a experiência de condução.

Contudo, detalhes sobre resposta do motor, ergonomia e o charme singular que cada quilômetro proporciona.

Estética e Desempenho:

Além disso, aprofundamos as mudanças estéticas recentes, incluindo novas cores, farol de LED e rodas de liga leve.

Certamente, uma análise sobre como essas alterações impactam a agilidade e o desempenho na estrada.

Tecnologia e Características:

Acima de tudo, uma exploração minuciosa das características técnicas, desde o chassi até a suspensão.

Mas, observamos a ausência de modos de condução avançados, destacando a escolha deliberada de manter a simplicidade.

FICHA TÉCNICA

Royal Enfield Continental GT 650

Tipo de motor: 2 cil. em paralelo 4T ar/óleo SOHC 8V
Diâmetro x curso: 78 x 67,8 mm
Cilindrada: 648 cc
Potência máxima: 47,5 CV a 7.150 rpm
Torque máximo: 52,3 Nm a 5.150 rpm
Alimentação: Injeção eletrônica
Emissões de CO2: 99,0 g/km
Caixa de câmbio: 6 velocidades
Embreagem: Banho de óleo multidisco
Tipo de chassi: Tubular de aço com berço duplo
Geometria da direção: 24º
Braço oscilante: Braço duplo em aço
Suspensão dianteira: Garfo convencional com curso de 41/110 mm
Suspensão traseira: 2 amortecedores Pré-carga ajustável com curso de 88 mm
Freio dianteiro: 320 disco de 2 mm com pinça de 2 pistões, ABS
Freio traseiro: disco de 240 mm com pinça de pistão único Pneus
: 100/90-18 e 130/70-18
Comprimento total: 2.119 mm
Altura máxima: 1.067 mm
Largura máxima: 780 mm
Distância entre eixos: 1.398 mm
Altura do assento: 820 mm
Depósito: 12,5 l
Peso: 212 kg (em ordem de marcha)
Consumo médio: 4,8 l/100 km
Autonomia teórica: 260 km
Preço: 7.187 €

Prós e Contras:

Entretanto, analisamos os pontos fortes e as limitações da Continental GT 650. Ou seja, seu apelo versátil, comportamento descontraído e preço atraente.

Portanto, uma reflexão honesta sobre o que encanta e as áreas que deixam espaço para melhorias.

Em conclusão:

Encerramos com uma visão geral, reafirmando a posição única da Continental GT 650 no cenário das café racers.

Em resumo, uma motocicleta charmosa, unindo o melhor do passado e presente, oferecendo uma experiência de condução envolvente e estilosa.

O futuro do motociclismo clássico está aqui.

Continue navegando no portal The Riders e acelere com a gente!

Acesse nossas sessões Riders CustomRiders Speed, Riders TrailRiders ElétricaRiders Cross e fique ligado nas novidades! Moto

Notícias relacionadas

Motos autônomas: modelos que não caem e andam sozinhos

The Riders

Honda Sahara 300 2024: Parte 2 Aerodinâmica e Pneus Incríveis!

The Riders

Moto paga pedágio? Veja como funciona a legislação

The Riders