The Riders Histories
Mundo Speed

Danos causados ​​por colisões no começo do GP de Portugal forçaram abandono de Mir

Atual campeão da MotoGP disse que problema eletrônico no domingo foi diferente do relatado no sábado, que prejudicou sua qualificação

No entanto, ele foi para 19º na segunda volta depois de colidir com a traseira da Avintia Ducati de Johann Zarco na curva 3. Mir já havia colidido com Francesco Bagnaia “Pecco”, da Pramac, na primeira volta na mesma curva, o que aparentemente deslocou o ombro do italiano.

O piloto da Suzuki disse que um desses contatos causou um problema com a parte eletrônica da moto, que o levou a perder o controle de tração, e o problema foi piorando conforme o pneu traseiro ia se desgastando.

“A adrenalina estava facilitando a ultrapassagem e foi divertido”, disse Mir, que desistiu na volta 16. “Então, tenho que pedir desculpas a Pecco porque nessa parte eu fui muito agressivo, um pouco demais. Às vezes eu critico esse tipo de manobra e eu não estava … não fui sujo, mas não foi a melhor manobra.

“E aí com esse toque, não sei se foi com o Zarco ou com o Pecco, que afetou de alguma forma – não sabemos por que – a eletrônica da moto, e aí eu não tive tração. Eu estava tendo tração em algumas partes, outras não.

“Então, quando o pneu foi se degradando, foi ficando cada vez pior e tive que abandonar.”

Mir insiste que o problema eletrônico que atrapalhou seu sábado não foi o mesmo que sofreu no domingo e não tem certeza do que poderia ter alcançado em sua primeira corrida como campeão mundial sem esses problemas técnicos.

“Os problemas de ontem não eram os mesmos de hoje”, acrescentou. “Foi uma história diferente, durante a corrida não tive esses problemas. O problema hoje era que às vezes a tração estava falhando.”

Notícias relacionadas

Suposta imagem da nova BMW S 1000RR vaza na net

The Riders

FOX Sports aguarda acordo de última hora para voltar a transmitir MotoGP no Brasil

The Riders

Quartararo, Dovizioso notícias do MotoGP.

The Riders