fbpx
The Riders Histories
Notícias

Evolução da Honda Pop As Gerações da moto que conquistou os brasileiros

Evolução da Honda Pop

Descubra a evolução da Honda Pop, a moto que conquistou os brasileiros pela simplicidade e economia. Conheça as características de cada geração e veja como a Pop se tornou ainda mais prática ao longo dos anos.

E aí, galera do The Riders! Hoje vamos fazer uma viagem pelo tempo e conhecer a história da Honda Pop, uma das motos mais queridas do Brasil.

Desde seu lançamento, a Pop se destacou pela simplicidade, facilidade de uso e economia. Vamos ver como cada geração trouxe inovações que deixaram essa moto ainda melhor!

A Origem da Pop: Uma Moto para Todos

Evolução da Honda Pop

Na metade dos anos 2000, a menor motocicleta da Honda no Brasil era a C 100 Biz, lançada em 1998. Ela sucedeu a C 100 Dream, que apareceu em 1992 como a primeira da categoria CUB (Category Upper Basic), que pode ser traduzida como “categoria básica superior”.

Essas motos foram pensadas para serem o próximo passo após a bicicleta, trazendo mais pessoas para o mundo das duas rodas.

1ª Geração (2007 a 2009): A Estreia da Pop 100

A Pop 100 foi apresentada no final de 2006 como modelo 2007. Ela veio com um motor derivado da C 100 Biz, mas com algumas simplificações para reduzir custos.

O motor tinha 97,1 cm³ e uma potência de 6,5 cv, um pouco menor que a da Biz, mas o peso reduzido de 85 kg compensava essa diferença. A Pop 100 era uma versão ainda mais simples da Biz, com menos partes plásticas e um design focado na economia.

2ª Geração (2009 a 2015): Pequenas Melhorias

A segunda geração trouxe algumas mudanças estéticas e mecânicas. A carenagem, as laterais e o para-lama dianteiro foram redesenhados.

O escapamento passou a ser preto com proteção cromada, e o motor foi pintado de cinza. O pedal de câmbio foi atualizado e o sistema de catalisadores no escape foi adicionado para atender às normas de emissões Promot 3, reduzindo a potência para 6,1 cv, mas melhorando a eficiência ambiental.

Evolução da Honda Pop
Evolução da Honda Pop

3ª Geração (2015 a 2019): Chegada da Injeção Eletrônica

A terceira geração marcou a estreia da Pop 110i. O motor cresceu para 109,1 cm³ e recebeu injeção eletrônica PGM-FI, elevando a potência para 7,9 cv.

O chassi ficou mais leve e as suspensões foram recalibradas. No visual, a Pop ganhou conjuntos ópticos mais modernos e uma carenagem renovada.

O banco e o painel também foram atualizados. Essas mudanças trouxeram mais economia e a moto passou a atender à norma Promot 4 de emissões.

4ª Geração (2019 a 2024): Mais Segurança com CBS

A quarta geração introduziu os freios CBS (Combined Brake System), que melhoraram a segurança ao reduzir os espaços de frenagem. Essa foi a última grande mudança antes da chegada da Pop 110i ES, que trouxe a tão esperada partida elétrica e o câmbio semiautomático rotativo, elevando ainda mais a praticidade dessa moto.

Evolução da Honda Pop Conclusão

A Honda Pop sempre foi sinônimo de simplicidade, economia e facilidade de uso. Cada geração trouxe melhorias que mantiveram essas características, tornando-a uma das motos mais queridas e acessíveis do Brasil.

Com a nova Pop 110i ES 2025, a Honda conseguiu deixar essa moto ainda mais prática e fácil de pilotar, sem perder a essência que conquistou tantos motociclistas.

E aí, curtiu conhecer a história da Pop? Deixe nos comentários qual foi a sua geração favorita e compartilhe com os amigos que também são fãs dessa moto incrível!

Até a próxima, pessoal!

Continue navegando no portal The Riders e acelere com a gente!

Acesse nossas sessões Riders CustomRiders Speed, Riders TrailRiders ElétricaRiders Cross e fique ligado nas novidades! 

Evolução da Honda Pop

Notícias relacionadas

TUDO o que você PRECISA SABER antes de comprar uma MOTO ELÉTRICA

Marcelo Nunes

Linha 2024 da Triumph Surpreende com Cores Renovadas; Confira as Atualizações!

Marcelo Nunes

Nova Yamaha Factor 150 UBS 2024: Conquiste as Ruas com Estilo e Desempenho

Marcelo Nunes

Deixe um comentário