fbpx
The Riders Histories
Mundo SpeedRiders-Speed

Executivo da KTM diz que Augusto Fernández “já tem contrato” para MotoGP 2024

Diretor-executivo do Grupo Pierer, dono de KTM, GasGas e Husqvarna, Stefan Pierer afirmou que Augusto Fernández já teve o contrato estendido com a marca austríaca. Procurada pelo GRANDE PRÊMIO, a casa de Mattighofen preferiu não comentar as declarações do dirigente

Diretor-executivo do Grupo Pierer, dono de KTMGasGas HusqvarnaStefan Pierer afirmou que Augusto Fernández já teve o contrato estendido na MotoGP. De acordo com o dirigente, o espanhol estará com uma moto da marca na classe rainha do Mundial de Motovelocidade em 2024.

Fernández é o único dos pilotos da KTM cujo atual contrato termina no fim de 2023. Brad BinderJack Miller Pol Espargaró têm vínculos até o próximo ano. No entanto, o campeão de 2022 da Moto2 vivia sob a ameaça de Pedro Acosta, que deve subir para a classe rainha em 2024.

Ainda que a performance seja satisfatória para um estreante — também por ter tido de assumir a frente da GasGas Tech3 por conta da ausência de Pol Espargaró, que se machucou no primeiro dia da temporada —, a ausência de um contrato deixava Augusto em uma condição mais frágil.

Mesmo sem uma solução para o quebra-cabeças, já que são cinco pilotos para só quatro vagas, Pierer revelou que o vínculo de Fernández com a KTM já foi renovado.

“Nós já estendemos o contrato dele. Ele já tem um contrato”, afirmou Pierer em entrevista à publicação alemã Speedweek. “E Pedro Acosta também tem um. E nós garantimos a ele que, em 2024, ele vai pilotar uma KTM na MotoGP”, contou.

GRANDE PRÊMIO procurou a KTM para confirmar as informações dadas por Pierer, mas a equipe disse não ter “nada a acrescentar”.

“Não temos nada a acrescentar em relação a entrevista entre Stefan Pierer e a Speedweek.com”, disse um porta-voz da marca ao GP. “Assim que pudermos confirmar atualizações em relação ao nosso line-up de pilotos para o futuro, enviaremos um comunicado de imprensa oficial”, completou.

Para resolver o problema de ter muitos pilotos e poucas vagas, a KTM cogitou uma terceira equipe no grid, preenchendo o lugar deixado vago pela Suzuki, que se retirou no ano passado. A Dorna, promotora do Mundial de Motovelocidade, contudo, já descartou abrir novas vagas no grid da MotoGP.

Assim, a equipe passou a ficar de olho em eventuais oportunidades com as demais equipes do grid. Alguns rumores apontaram para a Gresini, mas Pierer descartou a possibilidade. A LCR, atual satélite da Honda, também surgiu em especulações, mas Lucio Cecchinello, dono do time, deixou claro que tem contrato com a Honda para 2024 e muita dificuldade de romper uma relação que já dura mais de 20 anos.

Apesar do cenário complexo, Pierer segue certo de que a KTM vai resolver o problema, inclusiva se mostrando disposto a comprar equipes que eventualmente apareçam no mercado.

“Existem muitos rumores. O fato é que Pedro Acosta estará na MotoGP com a KTM em 2024. Onde quer que seja”, garantiu. “E, se precisarmos de uma vaga extra, tudo será resolvido”, seguiu.

“A equipe Gresini não era uma opção para mim. A atual situação econômica não vai facilitar em nada a situação para as equipes privadas. Ouvi que a equipe satélite da Aprilia já está com problemas financeiros e precisa ser apoiada pela Aprilia, mas tudo vai dar certo. Se algo aparecer no mercado, certamente vamos pegar”, revelou. Tenho certeza que um ou dois lugares vão ficar disponíveis e vamos competir com todos os cinco pilotos”, encerrou.

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

fonte: https://www.grandepremio.com.br/motogp/noticias/executivo-ktm-augusto-fernandez-ja-tem-contrato-motogp-2024/

Notícias relacionadas

Honda CBR250RR 2023 será lançada com novo visual e motor com 42 cavalos!

Marcelo Nunes

2024 Honda CBR1000RR-R Fireblade e CB1000 Hornet

Marcelo Nunes

Álex Rins: Muito mais tempo do que se pensava

Marcelo Nunes

Deixe um comentário