fbpx
The Riders Histories
Riders Trail

Honda NC 750X DCT é um verdadeiro SUV de duas rodas

A Honda NC 750X DCT é uma motocicleta prática e fácil de pilotar, que tem como diferencial um compartimento de armazenamento muito conveniente, e é claro, o câmbio semiautomático com tecnologia DCT para proporcionar um ótimo desempenho e conforto para as condições de trânsito e cidade, bem como em estradas secundárias e aventuras off road.

A Honda NC 750X DCT vem equipada com um motor de dois cilindros paralelos de 745 cm³ OHC de oito válvulas com design do virabrequim de 270 graus que conta com o câmbio de seis velocidades equipado com o exclusivo e complexo sistema de dupla embreagem e acionamento automático das trocas de marchas para proporcionar o máximo desempenho, conforto e prazer na pilotagem nos mais diversos ambientes.

Honda NC 750X DCT é um verdadeiro SUV de duas rodas

Tem uma curva de torque plana que começa logo acima da marcha lenta, proporcionando aceleração instantânea, e, surpreendentemente, ele funciona perfeitamente em baixas e médias rotações, com a faixa de corte em tranquilos 6.500 rpm. A potência máxima é de 58,6 cv a 6.750 rpm e o pico máximo de torque de 7,03 kgf.m chega logo nas 4.750 rpm. Rodando na estrada a 100 km/h o motor vai a apenas roda abaixo de 3.000 rpm, a 140 km/h está a pouco mais de 3.500 rpm e a velocidade final trava em 200 km/h. Tive uma experiência alucinante pilotando as motos da Honda no Festival Interlagos deste ano e dei muitas saídas com a NC DCT para levar a galera “passear” no autódromo de Interlagos por três voltas, e dando uma volta mais radical com o espírito de piloto incorporado consegui apontar no final da reta dos boxes a 179 km/h e o painel mostrava que as rotações estavam antes dos 6.000 rpm, portanto até a faixa de corte a NC 750X DCT chegaria sim nos 200 km/h.

Eu sou um fã incondicional da tecnologia embarcada nas motocicletas e, portanto, me acostumei bem rapidinho com o câmbio semi automático, onde você pode trocar as marchas pelas duas borboletas no punho esquerdo, bem como rodar sem precisar fazer nada a não ser acelerar e frear, pois o sistema troca as marchas automaticamente aproveitando a melhor faixa de rotação e eficiência do motor conforme a solicitação do piloto. Eu uso a NC DCT em todas as condições de asfalto deixando as trocas para subir as marchas automaticamente, mas as reduções eu é quem faço conforme o que eu preciso em determinada condição, seja na tocada esportiva ou numa situação de emergência.

Se você vem rodando na cidade numa boa acompanhando o fluxo, o sistema DCT faz todo o trabalho e você pilota tranquilamente, mas é preciso pegar o jeito da tocada, porque na cidade, onde a velocidade é por volta de 50 km/h, não é possível rodar em quinta ou sexta marcha, pois até o câmbio não permite, então o consumo ficou na casa dos 23 km/l. Já na estrada, rodando a 100 km/h bem na pontinha do acelerador consegui atingir 34 km/l em média e a 120 km/h consegui entre 28 e 30 km/l, sempre mostrado no computador de bordo do painel LCD na função consumo instantâneo, por isso você pode controlar a mão direita e ganhar muito em consumo de combustível. O tanque de combustível comporta 14,1 litros, e conforme a mão do piloto garante uma excelente autonomia para longas jornadas.

Já tive o prazer de pilotar diversas vezes a NC, desde seu lançamento em 2012 ainda na versão de 700 cilindradas até esta última geração DCT que testamos e desde sempre apreciei a sua proposta de motor responsivo em baixas rotações e a ótima eficiência do conjunto de chassi e suspensões muito bem equilibrado em esportividade e conforto.

A Honda NC 750X DCT é uma motocicleta prática e bastante acessível para todos os níveis de motociclistas. Para os amantes de viagens e longas jornadas, a NC 750X DCT encanta com o conforto do bom assento e do guidão largo de pegada perfeita para o conforto e facilidade de dominar a moto em qualquer situação. No entanto, a NC 750X nunca foi uma verdadeira moto de aventura, principalmente por ela vir equipada com uma roda dianteira de 17 polegadas, e ainda mais nesta nova geração que tem o curso da nova suspensão dianteira Showa Dual Bending Valve (SDBV) reduzido em mais de 25 mm, o que demonstra que seu território é o bom asfalto. A suspensão traseira Pro-Link tem 120 mm de curso e conta com o sistema Honda Multi-Action System (HMAS) para absorção de impacto, com ajuste de pré-carga de mola. A NC encara estradas de chão batido numa boa, contanto que não tenha saltos mirabolantes e crateras lunáticas.

Sim, a redução na altura torna a moto menos capaz no ambiente fora de estrada e mesmo nos percursos urbanos é preciso ficar bem atento, pois ao passar em lombadas mais altas ela chega a raspar a parte de baixo. Mas é fato que a redução na altura tornou a moto muito mais acessível para pilotos mais baixos.

O sistema de freios conta com disco simples na dianteira e na traseira, ambos assistidos pelo ABS, garantindo frenagens suaves para o percurso urbano e para o fora de estrada, pois a mordida inicial é bastante modulável, mas também tem uma ação bastante potente para segurar a máquina nas altas velocidades, graças ao disco dianteiro tipo wave de 320 mm mordido por uma pinça de pistão duplo. O disco traseiro de 240 mm é mordido por uma pinça de pistão simples e é combinado com o freio dianteiro, proporcionando alto controle nas frenagens.

A NC 750X vem equipada com o sistema Emergency Stop Signal (ESS), uma tecnologia de prevenção de colisões traseiras já adotada em automóveis de luxo, que agora equipa também todas as motocicletas de alta cilindrada da Honda. No caso de uma frenagem brusca, o sistema aciona automaticamente o pisca-alerta, fazendo as setas traseiras piscarem para alertar os veículos que estão atrás sobre uma situação de emergência, ajudando a prevenir os acidentes.

A nova NC 750X oferece quatro modos de pilotagem, permitindo ao piloto configurar a motocicleta para qualquer tipo de viagem e terreno. As configurações atuam diretamente e de formas diferentes na potência, no freio motor, no ABS e no controle de torque (HSTC) para otimizar a experiência de pilotagem. Descubra, como cada modo de pilotagem atua na performance da motocicleta.

O painel LCD é bastante completo e dotado de computador de bordo, a iluminação é full LED e o acelerador eletrônico Throttle by Wire conta com um sensor que oferece maior precisão nas respostas garantindo melhor controle da motocicleta em quaisquer condições.

A Honda disponibiliza como acessórios opcionais um kit top box com acabamento de alumínio escovado com sistema de abertura one key, ou seja, as malas são abertas com a mesma chave do contato. Também está disponível um protetor das carenagens em alumínio escovado altamente resistente, e também um kit de faróis auxiliares em LED para neblina.

A Honda NC 750X DCT é oferecida nas cores branca perolizada ou vermelha com preço sugerido de R$ 58.346 mais o frete conforme o estado. A Honda ainda oferece três anos de garantia sem limite de kilometragem, juntamente com o Honda Assistance, um serviço gratuito por todo o período da garantia do produto, com uma cobertura que abrange o Brasil, Chile, Argentina, Uruguai, Paraguai e Bolívia.

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

fonte: https://br.topcarnews.net/honda-nc-750x-dct-e-um-verdadeiro-suv-de-duas-rodas-v20918.html

Notícias relacionadas

Cyclone RX401: Uma trail A2 por 4.000 euros

Marcelo Nunes

Lançamento da BMW F 900 GS, F 900 GS Adventure e F 800 GS 2024

Marcelo Nunes

Versys 650 2023 oferece ainda mais conforto e segurança na pilotagem

Marcelo Nunes

Deixe um comentário