fbpx
The Riders Histories
Notícias

Max transformou uma ‘Dakariana’ KTM 1190 R Adventure numa Supermoto

A maioria das motos que Max Hazan customiza são motos excêntricas e elegantes. Ele é o tipo de designer que gosta de encontrar soluções complexas para problemas simples, muitas vezes sacrificando o conforto e a praticidade em nome da arte na sua loja de customização em Los Angeles, Califórnia.

O vício preferido de Max é o supermoto , então o seu trabalho mais eclético é ocasionalmente pontuado por máquinas selvagens projetadas para andar por aí. Esta supermoto radical KTM 1190 Adventure R é uma dessas motos. De série, a KTM 1190 Adventure R é uma moto majestosa, com números e especificações de peças impressionantes. Por exemplo, usa componentes de suspensão WP com 220 mm de curso em ambas as extremidades, rodas desportivas 21/18 polegadas, produz 147,5 cv de potência máxima e pesa 217 kg a seco. A supermoto KTM 1190 Adventure R de Max produz mais potência e pesa menos – mas foi reconfigurada para uso nas ruas.

“Fiquei um pouco chateado com o público das motos de aventura por construirem uma Adventure R como uma moto somente para estrada”, diz Max. “Mas, sejamos honestos, a grande maioria das motos de aventura só ocasionalmente, para não dizer raramente, entra em pisos de terra e acaba a andar com pneus desportivos mistos estrada, assim como a maioria dos SUVs 4×4 que anda por aí. Acabei de pensar que, se nunca sair da estrada, vamos fazer algo que rasgue o asfalto, mas que ainda tenha o conforto de uma moto de aventura… além disso, para mim as supermotos são incríveis.”

“Há anos que sonhava em transformar uma moto de rally estilo Dakar numa supermoto”

Esta moto pertence a um cliente antigo da Hazan Motorworks de Los Angeles. O Mike comprou uma KTM ‘950SMR’ personalizada de Max há algum tempo e andou com ela por alguns anos antes de partir a perna enquanto andava em off-road. “Naquele momento, eu disse na brincadeira que este seria um ótimo momento para construir uma nova moto ‘personalizada’, sem esperar que ele dissesse ‘Claro, pegue na minha 1190 e faça o que quiser’. Há anos que sonho em transformar uma moto de rali estilo Dakar numa supermoto. As linhas das novas motos de rali com 450cc, são tão boas que sabia que tinha que fazer isso com uma grande KTM.

Por mais capaz que seja a KTM 1190 Adventure R, também tem uma aparência bastante estranha. Max sabia que se quisesse ajustá-la para uso nas ruas e obter a aparência que procurava, teria muito trabalho pela frente. Assim, o modelo 1190 de 2016 foi desmontado até ao quadro, com a maioria das peças originais deixadas de lado – incluindo toda a cobertura, as rodas e até o braço oscilante.

“Inicialmente, a distância entre eixos era muito longa. Eu não percebi isso até ver o quão longe ela se projetava da carroceria na minha van, quando decidi que o braço oscilante do tamanho de um snowmobile precisava ser aplicado.” Max estava prestes a fabricar um braço oscilante de alumínio a partir do zero, quando um braço oscilante de uma desportiva KTM RC8 apareceu no eBay.  Comprou-o e combinou-o com um amortecedor Öhlins projetado para a Yamaha R1, com uma mola personalizada mais macia. Com tudo bem equilibrado, não houve necessidade de mexer nos garfos dianteiros. Depois, e porque Max tem uma queda pelas impressionantes rodas forjadas M10 da Marchesini, comprou um par de rodas de 17 polegadas para a KTM. Preparou então um novo amortecedor para a roda traseira e um conjunto de suportes personalizados para um conjunto de rotores Ducati. As pinças Brembo completariam as especificações de travagem.

Com o quadro e os seus componentes prontos, mudou então o seu foco para a ciclística, retirando a cobertura com os componentes originais (OEM). Tudo o que vêm nas fotos foi moldado à mão em alumínio, com alguns pedaços de fibra de carbono espalhados. A estética é angular e brutal – se as grandes motos de dois cilindros ainda competissem no Rally Dakar, é assim que imaginamos que seriam.

Na verdade tudo está perfeitamente interligado, com a funcionalidade da moto integrada no design. Quatro depósitos de combustível armazenam oito galões de combustível entre eles, enquanto um painel de malha no assento fornece ar para a entrada fortemente reformulada.  “Usei os corpos do acelerador padrão e projetei um sistema de admissão inferior que fiz para funcionar com o grande filtro de ar Rottweiler Performance”, explica Max. “A maioria das motos de aventura de grande capacidade têm uma enorme caixa de ar na área do depósito de combustível que as faz parecer grandes jet skis. Eu queria ter as linhas de uma 450, para que o ar fluísse o suficiente, a entrada passasse pelo assento e também pela frente da moto.”

Os coletores de escape ‘2 em 1 em 2’ em aço inoxidável são obra de Max, enquanto os silenciadores são peças raras de titânio Akrapovič de especificação de rally. Os radiadores duplos vêm de uma Ducati Streetfighter e estão equipados com ventiladores elétricos para vencer o calor no famoso trânsito de Los Angeles.

Quanto ao peso, esta supermoto KTM 1190 Adventure R perdeu cerca de 41 quilos e produz 15 cv de potência a mais do que antes, graças a alguns ajustes da ECU feitos pelos especialistas da Rottweiler Performance. Max manteve peças originais, como as barras, controles, velocímetro e a maior parte dos componentes eletrónicos – mas nem tudo foi aprovado.

“Testei a moto na pista uma vez e ficou evidente que o ABS era muito intrusivo quando rolava forte com a moto. Por mais que eu quisesse usar esses recursos, eles não resultavam durante a travagem, especialmente ao deslizar nas curvas. Acabei por desligá-lo em conjunto com o controle de tração, mas todo o hardware ainda está no lugar, caso queiramos ligá-lo novamente a qualquer momento.”

E Max gosta do trabalho que fez: “Posso dizer honestamente que esta é a moto com melhor comportamento que construí até hoje. É super fácil andar rápido ou devagar, muito confortável e agora, com um para-brisa que faltava na 950SMR, pode ser pilotada em velocidades altas em auto-estrada durante horas e com pouco cansaço.”

A ideia de uma supermoto inspirada em rally pode parecer estranha no papel, mas Max conseguiu isso de uma foram espetacular.

Fonte: Bike Exif / Hazan Motorworks, imagens de Shaik Ridzwan

Notícias relacionadas

CFMOTO 800 MT-X: Próxima Parada, Linha de Produção!

Marcelo Nunes

Visualização inicial da Kawasaki Z125 Pro 2024

Marcelo Nunes

Gigantes japonesas unem-se por hidrogênio em motos

Marcelo Nunes

Deixe um comentário