fbpx
The Riders Histories
Notícias

Pintando o Brasil: Linha CG 160 Start, Fan e Titan 2024 em Cores Vibrantes e Modernas

Por Marcelo Nunes

Com a introdução de uma nova paleta de cores e um design atualizado, as atualizações na Linha CG 160 2024 mantêm as características que a tornam líder em robustez, baixa manutenção e excelente custo-benefício, características já reconhecidas e valorizadas pelo exigente mercado de motocicletas. Vamos explorar em detalhes o que essa nova linha oferece.

A Resiliência da Linha CG: A Linha CG, um ícone no mercado brasileiro, continua a prosperar ao longo dos anos, mantendo-se no topo das preferências dos consumidores. Desde seu lançamento em 1976, essa moto tem sido a preferida dos brasileiros, uma posição conquistada já em seu primeiro ano de comercialização e mantida desde então. São 47 anos de constante aprimoramento, onde a Honda CG passou por um incessante processo de evolução, sem jamais perder sua essência de uma moto sólida, confiável e perfeitamente adaptada às condições desafiadoras do território brasileiro.

Motor Monocilíndrico Confiável: A evolução contínua culminou na atual CG 160, oferecida em quatro variantes: Titan, Fan, Start e Cargo, com esta última projetada especialmente para uso profissional. Todas compartilham o mesmo motor monocilíndrico arrefecido a ar, 4 tempos, com comando único no cabeçote (OHC – Overhead Camshaft), alimentado pelo sistema de injeção eletrônica PGM-FI com tecnologia FlexOne. Isso permite abastecer com gasolina e/ou etanol, garantindo versatilidade e eficiência energética.

Distinção entre os Modelos: Do ponto de vista da ciclística, todas as Honda CGs adotam um robusto chassi tipo Diamond de aço estampado, com suspensão dianteira telescópica e traseira com dois amortecedores. A diferenciação entre as versões está no sistema de freios: a CG 160 Titan, CG 160 Fan e CG 160 Cargo apresentam disco na roda dianteira e tambor na traseira, com rodas de liga leve. Por outro lado, a CG 160 Start possui freios a tambor em ambas as rodas, que são raiadas. Em todas elas, está presente o sistema CBS – Combined Brake System, que otimiza a distribuição da força de frenagem nas duas rodas quando o pedal de freio é acionado.

Estética e Escolha Inteligente: Sob a perspectiva estética, a versão topo de linha, CG 160 Titan, se destaca pelas carenagens laterais do tanque diferenciadas, alças para garupa de alumínio e o painel digital Blackout, proporcionando um visual marcante e moderno. Já a CG 160 Fan, a melhor opção em termos de custo-benefício, oferece itens semelhantes aos da Titan, como rodas e sistema de freios, a um preço cerca de 8% inferior. A CG 160 Start, versão de entrada, mantém motor, chassi e suspensões idênticos às outras versões, mesmo sendo a opção mais acessível. Por fim, a CG 160 Cargo, além de robusta, apresenta um bagageiro de aço cromado homologado para 20 kg de carga, suspensões reforçadas e um útil cavalete central, complementado pelo cavalete lateral.

Disponibilidade e Preços: A aguardada Honda CG 160 modelo 2024 estará disponível na vasta rede de concessionárias Honda a partir de setembro, garantindo aos consumidores 3 anos de garantia sem limite de quilometragem, além de óleo Pro Honda grátis em sete revisões, a partir da 3ª revisão. As cores disponíveis e os preços públicos sugeridos, baseados em São Paulo/SP e excluindo despesas com frete ou seguro, são os seguintes:

  • Honda CG 160 Titan (Azul Perolizado, Vermelho Perolizado e Cinza Metálico) – R$ 16.760
  • Honda CG 160 Fan (Cinza Metálico, Preto e Vermelho Perolizado) – R$ 15.444
  • Honda CG 160 Start (Prata Metálico, Preto e Vermelho) – R$ 14.082,00

Essas opções oferecem aos consumidores uma variedade de escolhas, desde modelos com foco no desempenho até opções mais acessíveis, mantendo a reputação da Honda CG como uma moto versátil e confiável.

Notícias relacionadas

China ataca com motos de 3 e 4 cilindros!

Marcelo Nunes

Honda Super Cub C125 2024: Faz até 70 km com 1 litro

Marcelo Nunes

SkyDrive chega a um acordo básico com a Suzuki para construir aeronaves eVTOL

Marcelo Nunes

Deixe um comentário