fbpx
The Riders Histories
Riders-SpeedMundo Speed

Suzuki deve sair do MotoGP ao final da temporada 2022

A Equipe Suzuki, que conquistou o campeonato de pilotos em 2020 com Joan Mir, pegou todos de surpresa e anunciou a retirada do MotoGP após o final da atual temporada. 

Ainda não saiu o anúncio oficial, mas a fábrica de Hamamatsu aproveitou o coletivo após o GP da Espanha,no último final de semana, e fez o comunicado para pilotos e funcionários. 

Joan Mir foi campeão com a Suzuki em 2020 – Foto: Suzuki MotoGP

Mesmo que a fábrica japonesa já tenha renovado o acordo com a Dorna, promotora do campeonato até a temporada 2026, no início do ano passado. O anúncio da retirada no final do ano deve ser concretizado, conforme diz o site britânico The Race. A decisão foi tomada diretamente pela companhia no Japão, e não teve nenhum envolvimento com a equipe que trabalha no MotoGP. 

Mas essa não será a primeira vez que a Suzuki deixará o grid do MotoGP de surpresa, em 2011 ela se retirou do MotoGP mesmo após anunciar os dois pilotos para a temporada 2012. O motivo foi a crise econômica global da época. 

A Dorna entrou em contato com a Suzuki após esse suposto rumor de saída no fim da temporada, lembrando a equipe de que as condições do contrato para correr no MotoGP não permitem que ela tome essa decisão unilateralmente.

No entanto, caso a Suzuki saia após um acordo entre ambas as partes, a Dorna decidirá o número ideal de pilotos e equipes que competirão na classe MotoGP a partir de 2023.

Alex Rins é um dos destaques da temporada 2022 – Foto: Suzuki MotoGP

Após a parada em 2011, a Suzuki voltou em 2015 com um novo projeto que trouxe frutos, como o campeonato de pilotos com Joan Mir em 2020. 

A temporada 2022 ainda está no começo, ao total foram 6 etapas, e caso o anúncio se concretize será uma perda para o campeonato. Pois, a equipe Suzuki está com dois pilotos fortes (Joan Mir e Álex Rins) e um bom acerto com a GSX-RR capaz de lutar por pódios, vitórias e até títulos. 

A MotoGP volta às pistas no GP da França, em Le Mans, para a sétima etapa no dia 15 de maio.
Fonte:
Equipe MOTO.com.br

Notícias relacionadas

Tudo sobre a Honda CBR600RR 2024: Potência e Emoção

Marcelo Nunes

Nova Kawasaki Ninja 500 e Z500

Marcelo Nunes

MOTOGP, MARCO BEZZECCHI (1.º): “FUI AGRESSIVO, MAS PRECISAVA DE SER”

Marcelo Nunes

Deixe um comentário