fbpx
The Riders Histories
Notícias

CBM nomeia novo diretor de Mototurismo

Com o intuito de fomentar e estimular o turismo sobre duas rodas no país, a Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) traz novidades para a modalidade de Mototurismo da instituição.

A modalidade terá em 2023 um novo diretor de Mototurismo. Quem passa a assumir o posto é José de Jesus Teiga Júnior, mais conhecido por Teiga Júnior, autor do livro MOTOCICLISMO. PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO EM VIAGENS DE AVENTURA, com edições em Português, Inglês e Espanhol. O empresário, apaixonado por duas rodas, e também colunista do portal MOTORRAD EXPERIENCE, ACREAOVIVO e Revista Motoadventure, iniciou sua relação com a motocicleta aos 13 anos andando com uma Velosolex. Já adulto foi representante de grandes marcas do setor, como KTM, Kawasaki, Vespa, Husqvarna, além de possuir muitos quilômetros de experiências em viagens sobre uma motocicleta.

Teiga já esteve duas vezes acompanhando o Rally Dakar na América do Sul, no Rally dos Sertões, e suas aventuras não param por aí. Ele percorreu por cinco vezes o Ushuaia, na Argentina, esteve doze vezes em São Pedro do Atacama, no Chile, cruzou a Estrada do Pacífico, que liga o Brasil ao litoral sul do Peru, através do estado brasileiro do Acre. E ainda, achegou ao Alaska, sendo o primeiro motociclista brasileiro a rodar pelo Tibet e chegar ao base camp do Monte Everest.

Seu amplo conhecimento, a passagem por mais de 40 países, e habilidade para organizar e superar desafios em suas viagens entregam a Teiga Júnior competências necessárias para assumir a diretoria do Mototurismo da CBM com intuito de estimular, organizar e promover a modalidade de forma segura e ética no país.

Teiga falou com a equipe da CBM sobre a nomeação para o cargo e os planos para a modalidade. Confira:

1.Quem é Teiga Júnior?

[Teiga Jr.]  Sou um homem sem limites, pois para mim a frase “definir-se é limitar-se “, sendo dessa forma o modo que me vejo na vida.  Desde cedo, busco e desenvolvo vários projetos onde as viagens sempre me fascinaram. Escrevi o livro MOTOCICLISMO. PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO EM VIAGENS DE AVENTURA, com edições em Português, Inglês e Espanhol e já realizei palestras pelo Brasil a fora sobre planejamento e execução de viagens no mototurismo, além de contar sobre minhas viagens. Atualmente apresento o programa Tempo em Duas Rodas pelo canal do YouTube/teigadventure e também pelos portais do Motorrad Experience, The Riders, Revista Moto Adventure e ACREAOVIVO.

2.Como recebeu o convite para integrar o quadro da diretoria do Mototurismo pela Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) ?

[Teiga Jr.]   Através do programa do Motorrad Experience onde participo desde a sua fundação. Em um desses programas, entrevistamos o presidente da CBM,  Firmo Alves,  com a pauta sobre as ações da CBM e a sua perspectiva sobre o mototurismo no Brasil. Posterior a essa entrevista fizemos uma reunião sobre o assunto. Após isso, montei um projeto para desenvolver o setor de mototurismo dentro da CBM com perspectivas de implantação para o Ministério do Turismo. De pronto aceito pelo presidente, ele pediu para que eu desenvolvesse esse projeto, e aqui estou dando o início.

                Com certeza será um projeto desafiador com enorme repercussão aos motociclistas e toda cadeia de turismo brasileiro.

3.Como você avalia o cenário do Mototurismo hoje no Brasil?

[Teiga Jr.]  Eu vejo o cenário altamente positivo, pois com o aumento no número de motos no Brasil, esse mercado do motociclismo aqueceu muito. Motos, revendas, suportes, assistências e locais turísticos, já contam com apoio para o motociclista. 

                Lógico que temos pontos críticos para ampliarmos o investimento em toda cadeia que envolve o mototurismo no Brasil e isso tem que ser também exposto. Mas, gostaria de salientar que isso só pode tomar forma e ter um peso maior, se nos organizarmos e identificarmos as prioridades para melhoria.

4.De que forma a CBM pode contribuir para o mototurismo nacional?

[Teiga Jr.]  A CBM tem como objetivo proporcionar o melhor para todos os departamentos que já o faz. E agora, também com o foco em desenvolver um banco de dados de toda a cadeia de turismo, para que o motociclista possa achar as informações pertinentes para o seu planejamento de viagem, com seriedade e confiabilidade.

5.Como diretor de Mototurismo da CBM, quais ações para 2023?

[Teiga Jr.]   Primeiro será mostrar ao motociclista que estamos aqui para desenvolver um projeto sério e que iremos, e muito, precisar do próprio motociclista para isso. Os levantamentos iniciais serão por meio de formulários que iremos disponibilizar para as pessoas interessadas. Lá, irão dedicar uns minutos para ajudar todos os motociclistas e a ele próprio para as suas viagens. Temos que ter em mente que esse banco de dados e o fortalecimento da entidade, nos proporcionará melhores oportunidades no desenvolvimento do projeto e diálogo com as entidades governamentais para um amplo debate na melhoria do mototurismo brasileiro. No final dessa primeira etapa, os participantes cadastrados na entidade, terão a oportunidade de receber um e-book com essas informações para o seu uso.

Em um segundo momento, concomitante ao aumento do banco de informações que iremos ter, estaremos dando o início no desenvolvimento de um aplicativo ofertando essas informações. E na terceira etapa do projeto é a qualificação e certificação  para que haja credibilidade dessas informações. Todas essas etapas serão detalhadas ao longo do tempo.

6.Quem pode aderir ao mototurismo?

[Teiga Jr.]  Todas as pessoas que queiram nos ajudar a desenvolver o projeto, principalmente as que estão envolvidas na cadeia de turismo e mototurismo no Brasil.

7.De que forma os amantes do mototurismo podem atuar no Mototurismo pela CBM?

[Teiga Jr.]  O mototurismo é informação e assim será para todos que queiram participar. Pode ter certeza que o projeto é desafiador e contará fortemente com a presença de todos. Não buscamos propaganda de pessoas ou locais, mas os que fazem a diferença quando viajam.  Essas informações devem sair do coração, pois há muitos profissionais que estão ganhando a sua vida nesse setor.

8.Quais as vantagens de explorar o turismo sobre duas rodas?

[Teiga Jr.]   Temos que lembrar que nem sempre a viagem é de longa distância, pois elas podem ser feitas mesmo dentro de cidades, dependendo do grupo que irá fazer a aventura.  A aventura não é vista por distância e sim pelo tempo que o motociclista irá ter para realizá-la. A vantagem é que todo esse projeto possa proporcionar o “TER” momentos de felicidade, pois na vida se busca isso e quanto mais o TER é visto como o fator de fazer a sua vida mais feliz, mais você irá buscar.

9.Quem quiser ficar por dentro das ações do mototurismo da CBM, o que deve fazer?

[Teiga Jr.]   Buscar as informações que iremos detalhar na página da CBM. Em breve iremos expor etapa por etapa do projeto para que o motociclista possa buscar e nos auxiliar na coleta das informações. Outro momento é buscar com os seus amigos e moto clubes essas informações e pedir que engajem ao projeto. Logo iremos também, passar melhor essas informações pelas redes sociais para que possam compartilhar. Entendam que para que isso dê certo, precisaremos muito de vocês, de todas as tribos e cilindradas ok.

Para conhecer mais sobre o novo diretor de Mototurismo da CBM acompanhe suas redes sociais:

Twitter: Teigadventure e Motoadventure

Instagram: Teigadventure

Youtube: Teigadventure

Fonte:http://cbm.esp.br/noticias.php?idNoticia=6659

Notícias relacionadas

Anunciada a colaboração final KTM-Brabus

Marcelo Nunes

Moto DK 160 2023 da Suzuki é lançada no Brasil: vai ser melhor que a CG 160?

Marcelo Nunes

Honda ADV 150 ABS 2023 | Ficha Técnica, Imagens e Preço

Marcelo Nunes

Deixe um comentário