fbpx
The Riders Histories
Histórias

História: NSU Lambretta, inspiração italiana feita em Neckarsulm

A Lambretta, uma das scooters mais famosas da década de 1950 e um dos símbolos da ‘dolce vita’, não foi uma invenção da NSU, mas foi produzida sob licença pela empresa alemã com base no projeto original da Innocenti. Foi assim que em 1950 a NSU – protagonista da fusão de 1969 com a Audi – trouxe a Lambretta para as estradas da Alemanha.

Em 1950, Neckarsulm foi confrontada com uma redução radical da atividade devido à cessação das reparações de veículos para o Exército dos EUA estacionado na Alemanha. A administração da NSU foi então confrontada com a necessidade de encontrar rapidamente uma solução para explorar totalmente a capacidade da fábrica.

A Lambretta NSU feita na fábrica de Neckarsulm, na Alemanha

A ocasião pereita foi alavancada pela valorização das scooters no país. A ‘Neckarsulm House’ assinou assim um acordo de licenciamento com o fabricante italiano Innocenti e em 1950 começou a produzir a NSU Lambretta. O nome da scooter estava profundamente ligado às suas origens: a sede da Innocenti ficava no distrito de Lambrate, em Milão, perto do rio Lambro.

Durante os anos de produção da Lambretta, a NSU lançou duas variantes da famosa scooter, ambas movidas por um motor monocilíndrico a 2 tempos: até 1954, foi produzida a versão de 123cc, capaz de debitar 4,5 CV e atingir os 70 km/h.  Posteriormente, foi introduzida a configuração de 150 cc, com 6,2 CV e 81 km/h.

Entre 1950 e 1956, foram construídas cerca de 117.000 unidades de ambas as variantes. As NSU Lambrettas foram um êxito na Alemanha, sendo oferecidas em quatro cores: verde limão, bege, cinza escuro e cinza claro.

Quando o contrato de licença com a Innocenti expirou em 1956, a NSU decidiu continuar a construir scooters desenvolvidas internamente. A Lambretta tornou-se assim a NSU Prima, disponível em quatro variantes e produzida em 160.000 unidades até 1964, altura em que cessou a produção de scooters em Neckarsulm.

Uma síntese extraordinária do talento italiano e da propensão do fabricante alemão para a inovação, agora fundidos no DNA da Audi.

A scooter licenciada pela Innocenti foi produzida em Neckarsulm e constantemente atualizada de 1950 a 1956

Notícias relacionadas

Episódio com Kleryson Loureiro Presidente do Knights Order South Law Enforcement Motorcycle Club

Marcelo Nunes

YAMAHA VIRAGO XV 250

Marcelo Nunes

Scooters Honda no Brasil: Inovação e Sucesso

Marcelo Nunes

Deixe um comentário