fbpx
The Riders Histories
Riders Trail

Explorando Horizontes: Suzuki V-Strom 1050 Desbrava o Mercado Aventureiro Brasileiro

Modelo 2023 da Suzuki V-Strom 1050 chega às concessionárias brasileiras na segunda quinzena de outubro, trazendo uma emocionante novidade na forma da versão XT. Esta versão mais aventureira apresenta rodas raiadas e um aro frontal de 21 polegadas.

Após pouco mais de um ano de seu lançamento no exterior, a nova geração da Suzuki V-Strom 1050 chega ao Brasil em grande estilo, disponível em duas versões e com preços a partir de R$ 82.600. A principal atração é a versão XT, projetada para aventuras off-road, que se destaca pelas rodas raiadas, pneus sem câmara e suspensões de curso mais longo. Com uma roda dianteira de 21 polegadas e uma roda traseira de 17 polegadas, essa configuração promete um desempenho excepcional fora da estrada.

Além da empolgante versão XT, a aventureira da Suzuki recebeu diversas melhorias. A marca japonesa ajustou a transmissão, proporcionando relações de marchas mais longas na primeira e sexta marchas.

No cenário internacional, o modelo também ganhou um quickshifter bidirecional, permitindo aos pilotos realizar trocas de marcha para cima e para baixo sem precisar acionar a embreagem. No entanto, vale notar que esse recurso não será oferecido como padrão na versão brasileira.

A Suzuki V-Strom 1050 traz um painel renovado, agora mais abrangente e com tela colorida TFT, acompanhado de aprimoramentos na parte eletrônica da moto. Nesta nova geração, tanto o acelerador eletrônico quanto o controle de cruzeiro (cruise control) receberam atualizações.

O motor permanece inalterado, mantendo o bicilíndrico em “V” a 90° com 1.037 cm³ de capacidade, arrefecido a líquido, entregando 107 cavalos de potência máxima a 8.500 rpm e um torque de 10,2 kgf.m a 6.000 giros. A transmissão final foi reforçada com uma corrente mais robusta, segundo a Suzuki.

A grande inovação na nova V-Strom XT reside em sua capacidade de enfrentar estradas off-road. Mantendo as rodas raiadas, a Suzuki optou por um aro de 21 polegadas na dianteira, uma escolha que melhora a capacidade de transpor terrenos acidentados. Isso marca uma mudança significativa em relação à configuração anterior, proporcionando uma experiência mais aprimorada em terrenos off-road.

Notícias relacionadas

Honda CRF 1100L Africa Twin 2023 revelada: versão automática será produzida no Brasil

Marcelo Nunes

Nova Honda Africa Twin 2024: Preço, consumo, melhorias e lançamento

Marcelo Nunes

Revisão do Ducati DesertX 2023 [15 fatos rápidos para aventura]

Marcelo Nunes

Deixe um comentário