fbpx
The Riders Histories
Fique sabendo

Grávida pode andar de moto? Há riscos para a gestação?

Uma pergunta muito importante para as mulheres é sobre os riscos de andar de moto na gravidez. O período é bastante delicado e exige cuidados, mas muita gente precisa manter a rotina. E aí fica a questão: grávida pode andar de moto?

O que a lei diz?

A legislação brasileira não impõe nenhuma limitação às mulheres grávidas no trânsito. Portanto, de acordo com o Código de Trânsito do país, a gestante pode tanto dirigir a moto quanto ocupar a garupa.

O que a mulher precisa fazer, de acordo com as leis de trânsito, é utilizar os itens básicos de segurança, como o capacete. Porém, tal regulamentação é necessária para todo o público.

O que os médicos dizem?

É difícil encontrar um consenso geral sobre o tema. Em primeiro lugar, é fundamental que a grávida consulte o próprio médico sobre a questão, afinal, cada caso é um caso.

De acordo com alguns ginecologistas, andar de moto por si não traz nenhum impacto à gravidez. O grande problema são os riscos de queda, visto que cair da moto pode dar problemas sérios.

Nesse sentido, não depende do período da gravidez, visto que uma queda nos primeiros meses pode ser bem prejudicial à saúde da mãe e do bebê. Por conta disso, muitos médicos não recomendam que a grávida ande de moto em nenhuma hipótese.

O objetivo de não andar de moto é diminuir os riscos de qualquer intercorrência à gravidez. O dia a dia de uma gestante já pede uma série de cuidados, e esse seria só mais um deles. Porém, outros médicos já defendem que não precisa ‘fugir’ das motos, mas ter muito cuidado.

Dicas para grávidas nas motos

Vale reforçar que a decisão sobre andar de moto tem que estar em acordo com o médico responsável por acompanhar a gravidez. Portanto, cada caso é um caso e pede seus próprios cuidados.

Porém, tem algumas dicas gerais que funcionam em qualquer situação, caso a mulher grávida queira subir em uma moto; confira:

Use todos os equipamentos de segurança

capacete é o equipamento obrigatório para todos os motoristas e passageiros de motos. Nesse sentido, a mulher grávida pode investir em um bom produto, procurando opções resistentes e firmes.

Porém, há alguns outros equipamentos de segurança opcionais recomendados, como protetor de coluna e de pescoço, luvas, botas e jaquetas. Apesar de não serem decisivos contra quedas, os itens podem diminuir os riscos de algumas lesões.

Revise a moto

A moto precisa estar revisada e com a manutenção em dia, ainda mais com um passageiro com necessidades tão delicadas. Por isso, se a mulher grávida precisar mesmo andar na moto, o ideal é que o veículo esteja em pleno funcionamento.

Dirija em baixa velocidade

Por mais que os médicos não sejam uníssonos em ‘proibir’ ou ‘liberar’ o uso de motos pelas grávidas, ambos os lados concordam que pilotar em alta velocidade não é nada recomendado.

A velocidade e os trajetórios longos expõem a mulher grávida a muitos riscos. Portanto, se a gestante optar por andar de moto, o melhor é trafegar por trajetos curtos e em baixa velocidade.

E sobre as crianças em motos?

Outra dúvida pertinente sobre família e motos é em relação às crianças. Os pais precisam saber que, de acordo com as novas regras de trânsito, os menores de 10 anos de idade não podem andar de moto.

Portanto, para trafegar como passageiro, a criança precisa ter 10 ou mais anos de idade já completos. Caso contrário, é infração passível de multas e pontos na carteira do motorista.

Fonte:https://motos2023.com.br/gravida-pode-andar-de-moto/

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

Notícias relacionadas

Shineray Worker 125 conheça a Moto Mais Barata do Brasil

Marcelo Nunes

Conheça a KTM 1390 SUPER DUKE R EVO 2024: A Evolução da BEAST

Marcelo Nunes

YAMAHA STAR ELUDER.

Marcelo Nunes

Deixe um comentário