fbpx
The Riders Histories
Histórias

História da Honda CB 450: Uma Lenda Sobre Duas Rodas

Honda CB 450

Ah, os anos 80, uma época mágica onde as motos eram mais do que simples veículos; eram verdadeiras obras de arte sobre duas rodas. Nesse cenário vibrante, surge a Honda CB 450, uma verdadeira lenda que deixou sua marca nas estradas brasileiras.

História da Honda CB 450: Uma Lenda Sobre Duas Rodas

Certamente, tudo começou em 1983, quando a Honda, já embalada pelo sucesso da CB 400, decidiu elevar ainda mais a aposta no segmento das “grandalhonas”. Mas, a CB 450 veio para mostrar que podia ser poderosa e estilosa ao mesmo tempo.

Leia também:

Contudo, o coração pulsante dessa máquina era um motor bicilindro, cuja capacidade cúbica foi elevada de 395 para 447 cc. Entretanto, potência subindo dos respeitáveis 40 para os incríveis 43 cv, e o torque máximo saltando de 3,2 para 4,3 kgf.m. Em resumo, a CB 450 não brincava em serviço; oferecia uma resposta imediata ao acelerador e uma experiência de pilotagem que conquistava os apaixonados por motos.

Além disso, a evolução em relação à CB 400 não parou por aí. A CB 450 recebeu melhorias como a introdução de um radiador de óleo, disco duplo na roda dianteira, a troca das rodas Comstar por elegantes rodas de liga leve, e alguns retoques estéticos, incluindo o icônico farol retangular.

Consequentemente, inicialmente oferecida em duas versões, Esporte e Custom, a CB 450 mostrava versatilidade, atendendo a diferentes gostos. Em 1986, a Honda ampliou ainda mais o repertório, lançando 5 versões, incluindo a famosa CB 450E Nelson Piquet, homenageando o tricampeão mundial de Fórmula 1.

Mas, como toda boa história a era de ouro da CB 450 teve seu crepúsculo.

Em meados da década de 90, a CB 450 cedeu o trono para a CBX 750F. Contudo, sua lenda perdurou, e mesmo hoje, quase três décadas após sair de linha, a CB 450 é reverenciada por colecionadores e ainda ronrona pelas ruas do Brasil.

Para resumir, assim, a CB 450 não é apenas uma moto; é uma peça da história sobre duas rodas, uma viagem no tempo que nos lembra da época dourada das motocicletas no Brasil. Que o ronco da CB 450 continue ecoando nas estradas, contando sua história a cada curva.

Continue navegando no portal The Riders e acelere com a gente!

Acesse nossas sessões Riders CustomRiders Speed, Riders TrailRiders ElétricaRiders Cross e fique ligado nas novidades! Moto

Notícias relacionadas

Teresinha Becher uma garupa de respeito

Marcelo Nunes

East Bay Dragons: A Influência dos Bikers Negros no Motociclismo

Marcelo Nunes

Homenagem ao Mestre Nômade Veterano ANTONIO STOPPA dos Abutre’s MC

Marcelo Nunes

Deixe um comentário