fbpx
The Riders Histories
Riders Trail

Honda Africa Twin revoluciona com mais tecnologia e conforto

Nova geração da aventureira mais icônica da marca globalmente chega completamente renovada ao mercado brasileiro

Uma das motos mais icônicas da Honda no mundo, a Africa Twin passou por uma verdadeira revolução com a recente apresentação de sua nova geração. Completamente reformulada, a aventureira ganhou mais tecnologia, conforto e opções para atender às mais diferentes necessidades de sua próxima aventura.

Em nova geração, a Africa Twin passa a ser oferecida nas versões CRF 1100L Africa Twin, para quem quer uma aventureira de verdade; e CRF 1100L Africa Twin Adventure Sports ES, com maior foco no conforto e nas viagens de longas distâncias. Independente da proposta, pode-se optar pelo prazer de guiar com o câmbio tradicional ou ainda usufruir de toda tecnologia e conforto da Dual Clutch Transmission (DCT), sistema da Honda com transmissão automática de dupla embreagem. No total, você dispõe de 4 versões da Africa Twin para escolher.

A nova Honda Africa Twin

Da antiga geração, não sobrou nada. A nova Africa Twin tem chassi inédito, suspensão retrabalhada e até mesmo as rodas são novas. Mas uma das grandes evoluções da aventureira está em sua motorização. O propulsor permanece usando a consagrada configuração de 2 cilindros paralelos com arrefecimento a líquido, mas sua capacidade aumentou de 998 cm³ para 1.084 cm³.

O escapamento recebeu ainda um novo abafador com uma válvula de controle (ECV), que varia a saída de escape para controlar tanto a entrega de potência quanto as emissões. Dessa forma, a performance aumentou, entregando agora 99,3 cv a 7.500 rpm e 10,5 kgfm a 6.000 rpm. Seguindo sua tradição de qualidade e tecnologia, a Honda utilizou novos componentes de alumínio na estrutura, utilizando o material nos cilindros, o que possibilitou uma redução de peso do conjunto motriz na ordem de 2,5 kg.

O sub-chassi também é de alumínio, assim como a balança traseira, que também passou a usar o material mais leve. A Honda declara um peso de 206 kg (a seco) com câmbio mecânico e 215 kg com o automatizado na versão CRF 1100L Africa Twin. Além disso, o visual da grande aventureira ficou ainda mais marcante, com o destaque para os novos faróis de LED.

As novas tecnologias da Africa Twin

Outra vantagem da nova geração da Honda Africa Twin está no pacote completo de itens de série. Desde a configuração padrão, a CRF 1100L Africa Twin com câmbio mecânico, você recebe quadro de instrumentos com tela digital de TFT de 6,5 polegadas para todas as versões. Ele permite, além de muitas outras funções, o monitoramento dos modos de condução: Tour, Urban, Gravel, Off-Road e mais dois personalizáveis (User). Estes ajustes alteram o comportamento de resposta do motor e dos controles eletrônicos. Nos modos customizáveis, pode-se escolher 7 níveis de atuação do controle de tração e mais 3 do sistema de mitigação de empinadas.

Há ainda a conectividade com dispositivos por meio de Bluetooth, Android Auto e Apple CarPlay. Com ela, o piloto pode usar o próprio smartphone para projetar informações, como aplicativos de mapas ou de música, sem ter que recorrer a suportes de guidão ou ficar constantemente parando para consultar o aparelho.

Outro incremento de tecnologia da Africa Twin ficou por conta da introdução de um sensor inercial de seis eixos, que permite uma atuação mais refinada dos sistemas de ABS e controle de tração em curvas. O chamado “Cornering ABS” tem as funções “Road” e “Off-Road”, também selecionáveis.

A nova Honda Africa Twin sempre traz luzes diurnas de LED, para-brisa e controle de cruzeiro. As rodas são raiadas – mais resistentes – de 21 polegadas na dianteira e de 18 polegadas na traseira, trazendo pneus de perfil mais agressivo, sendo a configuração ideal para sair do asfalto. Na versão Adventure Sports ES, os pneus são do tipo sem câmara, provendo um rodar mais confortável na estrada.

Outros diferenciais da Adventure Sports ES que ressaltam sua vocação para longas distâncias ficam por conta de um para-brisa mais alto e com regulagem, sistema de iluminação em curvas, manoplas com aquecimento, suporte de bagageiro traseiro de alumínio e um protetor de motor maior. Em seu segmento, a Africa Twin Adventure Sports ES se destaca pela suspensão com ajuste eletrônico (Electronic Suspension) fornecido pela Showa, daí o ES no nome. Itens como cavalete central, bagageiros de alumínio e faróis de neblina podem ser adquiridos como acessórios nas concessionárias.

O exclusivo câmbio DCT

Entre as grandes motos aventureiras, somente com a Honda Africa você tem o poder de escolher entre o prazer de guiar com um câmbio tradicional mecânico e o sistema DCT da Honda. E o equipamento, exclusivo na categoria, está disponível tanto para a CRF 1100L Africa Twin quanto para a CRF 1100L Africa Twin Adventure Sports ES. Independente da sua aventura, a escolha é sempre sua.

No caso da transmissão tradicional de 6 velocidades, a embreagem ganhou função deslizante, para minimizar os trancos nas reduções. Já com o câmbio automático DCT você não precisa se preocupar em realizar as trocas entre as 6 relações disponíveis. O sistema DCT oferece trocas mais rápidas, além dos modos manual (MT), que permite mudar de marcha por meio de botões; esportivo (S), para uma condução mais emocionante; e o Drive (D) convencional para o dia-a-dia.Honda Africa Twin 2021 Adventure Sports

Quem optar pelo modo S do câmbio, perceberá que ele pode atuar em três níveis selecionáveis, com um incremento progressivo do giro do motor na hora da troca de marchas tanto na aceleração quanto nas reduções. Com a tecla G, botão disponível no painel e manopla, a transmissão é capaz de prover uma maior tração na roda traseira mesmo em terrenos não pavimentados. Por último, o DCT também detecta a inclinação da moto, adaptando o padrão e o ponto de troca de marcha.

Medidas e números

Com o aumento da cilindrada, o motor da nova Africa Twin foi instalado um pouco mais para frente no chassi. Isso possibilitou que o banco fosse instalado em posição mais baixa. Agora, a altura do assento em relação ao solo fica entre 850 mm e 870 mm, dependendo do ajuste utilizado pelo condutor. Em conjunto com o novo guidão mais elevado, fornece uma ótima ergonomia para o piloto. O vão livre em relação ao solo é de 250 mm em ambas as versões. O garfo dianteiro nos dois casos é do tipo invertido com 230 mm de curso, enquanto a traseira é monoamortecida com sistema Pro Link e tem 220 mm de curso.

Para os freios, são utilizados dois discos de 310 mm e pinças de 4 pistões na frente, enquanto a traseira tem disco único de 256 mm. Quem optar pelo exclusivo câmbio de dupla embreagem receberá uma segunda pinça na traseira que atua como freio de mão. A roda dianteira tem 21 polegadas e usa pneu de medida 90/90, enquanto a traseira tem 18 polegadas com pneu 150/70. Ambos ganharam um novo desenho.

Seguindo a flexibilidade que só a Honda Africa Twin pode oferecer, o tanque de combustível agora acomoda 18,8 litros de combustível nas configurações CRF 1100L Africa Twin, mais voltadas para encarar qualquer trilha. Quem quiser focar mais nas aventuras de longa distância, a CRF 1100L Africa Twin Adventure Sports ES tem tanque de 24,8 litros.

Cores e investimento

Para a pintura, a Honda oferece as versões Adventure Sports ES manual e Adventure Sports ES DCT na cor Pearl Glare White (branco perolizado). Já a Africa Twin manual pode vir nas cores Mat Ballistic Black Metallic (preto metálico) ou Grand Prix Red (vermelho), enquanto a Africa Twin DCT chega na cor Grand Prix Red. A CRF 1100L Africa Twin manual custa R$ 73.520, enquanto a versão Adventure Sports ES manual sai por R$ 93.480. As novas versões dotadas de transmissão DCT custam R$ 79.800 e R$ 99.620, respectivamente.

A Honda oferece 3 anos de garantia para a novidade sem limite de quilometragem. A primeira revisão é feita aos 1.000 km, enquanto as demais ocorrem a cada 6.000 km. As trocas de óleo estão programadas para acontecer a cada 12.000 km para facilitar a manutenção, ainda mais para quem acumula grandes quilometragens em viagens.

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

fonte:https://motor1.uol.com.br/photo/4864111/honda-crf-1100l-africa-twin-2021/

Notícias relacionadas

Teste da nova Suzuki V-Strom 1050 DE

Marcelo Nunes

Shineray Shi – 175 (2023)

Marcelo Nunes

Yamaha Ténéré 700 2024: Preços, Ficha Técnica e Consumo

Marcelo Nunes

Deixe um comentário