fbpx
The Riders Histories
Clássicas

Honda CX500 ‘Scrambler’ by Warkot: Um tributo aos anos oitenta

Há motos que, embora para o grande público não pareçam ter um grande significado, acabam por ser um sucesso de vendas. Foi o que aconteceu com a ‘modesta’ Honda CX500 que serviu de base a esta CX500 ‘Scrambler’ concebida por terras polacas.

A original Honda CX500 chegou ao mercado na década de 80 e foi a resposta da Honda à Moto Guzzi, que então tinha revelado um novo V-Twin ligeiro. Então, em Tóquio, mexeram os cordelinhos e começaram a trabalhar para criar o seu próprio V-Twin transversal de capacidade média. Curiosamente, não só o motor estava fora dos ‘hábitos’ da Honda, como a transmissão era por eixo de cardan. Reza a lenda que tudo na moto foi desenvolvido do zero, sem utilizar elementos emprestados de outros modelos da marca.

Foi graças a esta moto que combinava um misto de elegância e desportivismo que a Honda conseguiu um sucesso de vendas, também pela fiabilidade e baixa necessidade de manutenção do novo modelo – e talvez por isso rapidamente se tornou a moto de trabalho preferida para fazer entregas em todo o mundo.

A transformação para Scrambler

Para tornar esta moto capaz de passar nos trilhos de terra com a mesma desenvoltura que o faz no asfalto, os especialistas polacos da Warkot Motorcycles dotaram a sua Honda CX500 Scrambler com rodas de raios de 19 e 18 polegadas respectivamente e “esticaram” as suspensões, tornando-as 70 milímetros mais altas que no modelo original. Se somarmos a isso os pneus protuberantes, grande parte da estética ficou desde logo alcançada.

Logicamente e como não poderia deixar de ser, toda a parte mecânica e a ciclística foram revistos, repintados, assim como o depósito de gasolina que foi mantido mas com um pintura nova. O escape também é diferente e o mesmo vale para o guarda-lamas traseiro e o banco, que foram feitos sob medida. Outro aspecto marcante (se olharmos com atenção) é como mudou o travão dianteiro, que agora conta com disco flutuante de 300 milímetros e pinça de pistão duplo.

Com tudo isso, a cereja do bolo é o farol e as laterais de alumínio escovado que fazem a moto ter um caráter próprio e não se parecer em nada com o visual da CX500 na sua época, sobretudo devido a todos os seus acabamentos.

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

fonte: https://motomais.motosport.com.pt/motos/honda-cx500-scrambler-by-warkot-um-tributo-aos-anos-sessenta/

Notícias relacionadas

BMW R17 ANO 1935

Marcelo Nunes

Yamaha RD 350: A lenda esportivas de dois tempos

Marcelo Nunes

A misteriosa Kawasaki GPz900R Ninja mais cara da história que não deveria existir

Marcelo Nunes

Deixe um comentário