fbpx
The Riders Histories
Mundo SpeedRiders-Speed

MotoGP | “Com Márquez na Ducati, o resto do grid nem precisa aparecer”

Cal Crutchlow correu na LCR Honda entre 2016 e 2020, dividindo a RC213V com Márquez no auge do domínio do espanhol

Agora que a ida de Marc Márquez para a Gresini em 2024 está confirmada, o britânico Cal Crutchlow sempre defendeu que, caso o espanhol fosse para a Ducati na MotoGP, “o resto do grid nem precisa aparecer”.

Na quarta-feira, a previsão de Crutchlow se confirmou, com a Honda anunciando um acordo mútuo pelo fim do contrato de Márquez um ano antes do previsto. Agora ele vai para a Gresini em uma Ducati do ano anterior, mesmo que a equipe de Faenza ainda não tenha confirmado a informação.

Isso vem em meio a um ano complicado para Márquez e a Honda, com o espanhol fazendo apenas um pódio no domingo devido a uma RC213V pouco competitiva.

Hoje piloto de teste da Yamaha, Crutchlow correu pela Honda entre 2016 e 2020 com a LCR, coincidindo com o período dominante de Márquez, com quatro dos seis títulos vindos nessa fase.

Falando no GP do Japão, o britânico reiterou sua crença de que Márquez é o melhor piloto do grid, mesmo com a fase ruim da Honda.

“Sempre disse que, se Marc fosse para a Ducati, o resto do grid nem precisa aparecer. Sempre disso isso. Então, por esse motivo, não quero que ele vá. Quero vê-lo dando a volta por cima com a Honda”.

“Mas também não ligo. Quero ver uma boa corrida na TV se Marc ainda é o melhor piloto, o mais talentoso – o que eu acredito que seja, já tive o privilégio de guiar com ele porque estávamos na Honda na mesma época”.

“Eu sabia o que ele estava fazendo, eu entendi, mas não conseguia fazer. Seu talento é incrível. Não acho que ele tenha perdido esse talento. Acho que, no momento, a moto não está permitindo que ele faça o que ele fazia. Se ele pudesse, acho que estaria à frente no campeonato”.

Nas redes sociais, Márquez agradeceu a Honda por tudo que ela deu a ele na parceria, a qual chamou de “inigualável”. O espanhol conquistou seis títulos mundiais, 59 vitórias, 64 poles e 101 pódios com a montadora.

fonte:motorsport

Notícias relacionadas

BMW M 1000 R: A Naked Furiosa

Marcelo Nunes

Érico Veríssimo da Rocha morre após grave acidente pela Moto1000GP em Cascavel

Marcelo Nunes

CAMPEÃO DE 2020, MIR CUTUCA SUZUKI E RINS EM ENTREVISTA

Marcelo Nunes

Deixe um comentário