fbpx
The Riders Histories
Mundo SpeedRiders-Speed

MOTOGP, JOHANN ZARCO: “QUASE RENASCI COM A DUCATI, MAS HONDA OFERECE-ME MAIS TEMPO NO MUNDIAL”

Johann Zarco vai mudar no próximo ano da equipa Pramac para a LCR Honda, dando um salto um tanto inesperado. O que motivou essa mudança para 2024?

Afinal, o francês vai deixar a melhor moto da grelha para subir ao assento de uma Honda, actualmente uma moto muito pouco competitiva. Isto pode parecer estranho, mas a verdade é que a Ducati não ofereceu a Zarco o que este exigia: um contrato de dois anos.

“Não é fácil disputar o mundial e talvez seja também por isso que a Ducati demorou a fazer-me uma oferta, não me oferecendo um contrato de dois anos. Este ano cheguei a uma boa forma, dando-me uma nova energia. É por isso que quero ficar na MotoGP o maior tempo possível, e fazê-lo com a Honda ainda é interessante”.

“Estou feliz com o que a Ducati me deu”

“A Pramac e eu ainda temos metade da temporada juntos na qual vou procurar a vitória”,  – sublinhou o francês de 33 anos à Sky Sport. Estou feliz com o que a Ducati me deu, a partir de 2020, quando o fabricante me deu uma oportunidade após a experiência na KTM: senti-me quase renascido,primeiro com a Avintia e depois com a Pramac.”

Contando atualmente com uma moto competitiva, então porquê a mudança para a Honda, precisamente quando a marca japonesa atravessa uma das maiores crises no MotoGP?

“Faz parte da vida: a oportunidade de ficar mais dois anos na MotoGP e um novo projeto desportivo são coisas lindas”, diz o francês que continua a expor os seus pensamentos, entre as dúvidas da Ducati e a vontade de permanecer no MotoGP o mais tempo possível. Porém, a verdade é que a Honda oferece a Zarco um salário significativamente superior ao recebido pelo francês na equipa Pramac, sendo esse um aspecto que não deve ser subestimado.

“Se tivesse pensado apenas em vencer, teria arriscado com a Ducati, mas também há outros fatores. Em 2024 espero colocar a minha experiência ao serviço da Honda: estou curioso para descobrir a moto. Descobri que a Ducati é uma moto excelente, depois vou entender o nível da Honda, mas agora quero pensar no presente”. Concluiu o natural de Cannes.

Quem irá substituir o francês na Pramac?

Paolo Campinoti, dono do Team Pramac, cumprimenta Zarco pela sua escolha com uma pitada de amargura. “Por um lado estou feliz por ele, por outro lamento porque teria sido importante termos mais um ano juntos. Entendo as escolhas da Ducati e entendo Johann, que também fez uma escolha em relação à sua idade”.

Agora, chega a hora de Campinoti e Pramac encontrarem um substituto para Zarco, uma decisão que certamente não será fácil, com Franco Morbidelli (de saída da Yamaha) como um potencial candidato ao lugar na Ducati GP. “Por enquanto, ainda não decidimos. No caso de Morbidelli seria uma boa aposta , além de um caminho muito importante”, diz Campinoti.

Até ao momento, nada está decidido sobre quem ocupará em 2024 o lugar de Zarco, a lista é grande, e nela podem estar incluídos algumas estrelas, entre os quais Marc Márquez, no caso do espanhol ‘romper’ o contrato com a Honda, no caso da Ducati estar mesmo interessada em acolher nas suas hostes o oito vezes campeão mundial. Veremos.

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

fonte: https://www.motosport.com.pt/moto-gp/motogp-johann-zarco-quase-renasci-com-a-ducati-mas-honda-oferece-me-mais-tempo-no-mundial/

Notícias relacionadas

VR46 torce por igualdade técnica em 2024, mas vê Ducati “mais interessada em Bezzecchi”

Marcelo Nunes

KTM RC 8C recebe aprimoramentos para versão 2023

Marcelo Nunes

BMW S 1000 RR ganha edição comemorativa – a “M”

Marcelo Nunes

Deixe um comentário