fbpx
The Riders Histories
Mundo SpeedRiders-Speed

MOTOGP: Piero responde as queixas de Jorgem Martín

MOTOGP: Jorge Martín teve bastantes problemas com o pneu traseiro na corrida do último domingo no Qatar, tendo culpado a Michelin depois da corrida.

MOTOGP, PIERO TARAMASSO RESPONDE ÀS QUEIXAS DE JORGE MARTÍN APÓS O GP DO QATAR

O diretor da Michelin, Piero Taramasso, abordou hoje essas críticas, dando a sua versão daquilo que aconteceu.

“Acho que todos sabem o que aconteceu no Qatar, o Jorge foi duro nas suas declarações sobre a Michelin. Percebemos a posição do Jorge, estava a lutar pelo campeonato e os pilotos têm muita adrenalina. Mas falámos com o Jorge e também com a Pramac e a Ducati, abordámos esta matéria de forma muito séria.

Depois da corrida, vimos os processos de construção e os parâmetros e posso dizer que não há nenhum problema de construção ou de qualidade no pneu traseiro do Jorge, isso é o mais importante para nós. Graças à Pramac e à Ducati, obtivemos alguns dados da corrida e do sprint, analisámos e ontem partilhámos a análise com a Pramac e a Ducati e concordámos com a conclusão.

A conclusão não é 100% clara, mas vimos algumas hipóteses para trabalhar de forma que se torne mais preciso. Concordámos que a performance do Jorge não foi aquilo que todos esperavam, especialmente a partir da volta 7. Temos muitos dados para analisar, a corrida só terminou há três dias, estamos a ver hipóteses.

Uma hipótese é a área de funcionamento do pneu traseiro duro, sabemos que é algo estreita, temos de trabalhar nisso e depois vamos ter mais respostas”, disse.

Acesse nossas sessões Riders CustomRiders Speed, Riders TrailRiders ElétricaRiders Cross e fique ligado nas novidades! Moto

MOTOGP, VALÊNCIA, TL1: ZARCO NA FRENTE, MARTÍN MAIS RÁPIDO DO QUE BAGNAIA

Johann Zarco, Malaysian MotoGP, 11 November 2023 // Gold & Goose / Red Bull Content Pool // SI202311110027 // Usage for editorial use only //

Johann Zarco (Pramac) foi o piloto mais rápido da primeira sessão de treinos livres do Grande Prémio da Comunidade Valenciana de MotoGP. O francês fez a sua melhor volta em 1:30.191 minutos, batendo Fabio Di Giannantonio (Gresini) por 187 milésimos, com Jorge Martín (Pramac) em terceiro, a 259 milésimos.

Num fim de semana em que grande parte das atenções estão focadas na luta pelo título, Martín não perdeu grande tempo, mostrando-se confortável e rápido desde o início, enquanto Pecco Bagnaia, à semelhança do que aconteceu em algumas provas este ano, demorou mais algum tempo a adaptar-se, tendo terminado na 13.ª posição, a 778 milésimos de Zarco, que está de saída da Pramac, rumo à LCR Honda. Fabio Di Giannantonio, nesta altura, ainda não tem lugar anunciado para 2024, tendo vencido pela primeira vez na semana passada, no Qatar.

Marco Bezzecchi, já com o terceiro lugar garantido no campeonato, terminou no quarto lugar desta sessão, à frente de Maverick Viñales e de Fabio Quartararo. Marc Márquez, a cumprir o seu último fim de semana na Honda, foi sétimo classificado, à frente de Augusto Fernández, Enea Bastianini e Álex Márquez. De recordar que esta sessão não tem qualquer influência naqueles que se apuram para a Q2 de amanhã, com a sessão da tarde a ser decisiva nesse sentido.

MOTO2, VALÊNCIA, T1: ACOSTA ENTRA COM O PÉ DIREITO NA DESPEDIDA DA CLASSE INTERMÉDIA

Pedro Acosta (Red Bull KTM Ajo) foi o piloto mais rápido da primeira sessão de treinos do Grande Prémio da Comunidade Valenciana de Moto2. O espanhol fez a sua melhor volta em 1:34.024 minutos, batendo Celestino Vietti (Fantic Racing) por 111 milésimos, com Fermín Aldeguer (GT Trevisan SpeedUp) em terceiro, a 161 milésimos.

Trata-se do último fim de semana que Acosta vai fazer na classe de Moto2 antes de passar para a classe principal, ao serviço da GASGAS, sendo que também já tem o título garantido. Acosta irá participar na terça-feira no teste de MotoGP, mas começa este fim de semana com vantagem.

Arón Canet terminou na quarta posição, à frente de Tony Arbolino. Sam Lowes foi o sexto mais rápido, com Marcos Ramírez em sétimo. Ai Ogura, Jake Dixon e Dennis Foggia concluíram o top-10, com Albert Arenas, Izan Guevara, Somkiat Chantra e Barry Baltus a integrarem os 14 primeiros.

A segunda sessão de treinos de Moto2 tem início agendado para as 13h05.

MOTO2, PEDRO ACOSTA: “VOU ESTAR FOCADO EM PERCEBER COMO FUNCIONAM AS COISAS NO MOTOGP”

Pedro Acosta vai fazer este fim de semana o seu último Grande Prémio de Moto2, antes de começar já na próxima terça-feira no MotoGP. O espanhol diz que quer aprender tudo o mais rapidamente que puder.

“Vai ser difícil gerir todas as emoções, só estou focado em desfrutar da minha última corrida de Moto2, é o último fim de semana com a equipa. Depois, vou estar focado na terça-feira, para perceber como funcionam as coisas no MotoGP e como é o projeto da KTM. Vou ter um longo inverno para pensar nisso, agora é tentar desfrutar, conhecer toda a gente e perceber como é que se conduz a moto de MotoGP”, disse.

“Quero perceber como funciona uma equipa de MotoGP, sei que a KTM meteu muitas pessoas da fábrica na Tech3 e acho que isso vai ajudar a perceber rapidamente como conduzir”, referiu.

MOTO3, VALÊNCIA, T2: HOLGADO NOVAMENTE NA FRENTE EM SESSÃO ATRIBULADA

Daniel Holgado (Red Bull KTM Tech3) foi o piloto mais rápido da segunda sessão de treinos do Grande Prémio da Comunidade Valenciana de Moto3. O espanhol fez a sua melhor volta em 1:38.706 minutos, batendo Deniz Öncü (Red Bull KTM Ajo) por 266 milésimos, com Joel Kelso (CFMOTO Racing PruestelGP) em terceiro, a 374 milésimos.

O espanhol, que já tinha sido o mais rápido de manhã, repetiu a dose, numa sessão que foi bastante marcada por quedas aparatosas, levando inclusivamente a duas bandeiras vermelhas. Uma delas foi mesmo devido à queda de Öncü, que, apesar de tudo, terminou no segundo posto. A outra bandeira vermelha foi devido ao segundo highside da sessão de David Alonso, num acidente que também apanhou Ayumu Sasaki.

De resto, Adrián Fernández terminou no quarto lugar, com Ivan Ortolá em quinto e Jaume Masia em sexto. Ryusei Yamanaka foi o sétimo mais rápido, com Collin Veijer em oitavo, Diogo Moreira em nono e Vicente Pérez a fechar o top-10. David Alonso, apesar das quedas, Taiyo Furusato, Ayumu Sasaki e Filippo Farioli terminam o dia dentro dos 14 primeiros.

A terceira sessão de treinos de Moto3 tem início agendado para amanhã às 7h40.

MOTO2, VALÊNCIA, T2: PEDRO ACOSTA LIDERA PRIMEIRO DIA

Pedro Acosta competes during Qatar MotoGP in Losail International Circuit, Qatar on November 17, 2023. // Gold & Goose / Red Bull Content Pool // SI202311180440 // Usage for editorial use only //

Pedro Acosta (Red Bull KTM Ajo) foi o piloto mais rápido da segunda sessão de treinos do Grande Prémio da Comunidade Valenciana de Moto2. O campeão do mundo da categoria estabeleceu a melhor volta da categoria em 1:33.768 minutos, batendo Fermín Aldeguer (GT Trevisan SpeedUp) por 132 milésimos, com Aron Canet (CFMOTO Racing PruestelGP) em terceiro, a 183 milésimos.

A 3 minutos do final, apena 1 décima separava Pedro Acosta do líder Aron Canet no topo da tabela de tempos. Femín Aldeguer, Sam Lowes e Celstino Vietti completava o top 5. Aldeguer subia entretanto ao topo, antes de ser batido a 1 minuto do final por Acosta que estabecia a melhor volta em 1:33.768 segundos, batendo o seu compatriota da Boscoscuro por 132 milésimos. Aron Canet e os britânicos Jake Dixon e Sam Lowes completava os cinco primeiros. Seguiam-se Vietti, Marcos Ramirez e Joe Roberts, com Dennis Foggia e Alonso Lopez a fecharem os dez primeiros.

Obrigados a ir ao Q1 no sábado, ficavam Manuel Gonzalez, Barry Baltus e o neerlandês Zonta VD Goorbergh, entre outros.

A terceira sessão de treinos de Moto2 tem início agendado para amanhã às 8h25.

Notícias relacionadas

Índia: O GP do caos

Marcelo Nunes

Ducati vê alta procura por “pacote completo” e diz que vaga na Gresini é “muito cobiçada”

Marcelo Nunes

MOTOGP, INDONÉSIA, CORRIDA: BAGNAIA REGRESSA ÀS VITÓRIAS E PASSA A LÍDER NO ‘KO’ DE MARTIN

Marcelo Nunes

Deixe um comentário