fbpx
The Riders Histories
Riders Trail

O MV Agusta Lucky Explorer 9.5 já está em produção

Algumas coisas mudaram na marca Varese desde que o Grupo Pierer adquiriu um quarto das suas ações.

A MV Agusta mostrou seus dois aventureiros, o Lucky Explorer 5.5 e 9.5 na Eicma . Mas parece que, por enquanto, apenas um verá a luz do dia em breve.

O bicilíndrico 5.5 será construído graças à colaboração com a QJ Motor. No entanto, e segundo o CEO da marca italiana, Timur Sardarov, “o 5.5 está temporariamente parado”, confirmou o CEO da MV Agusta ao MCN. “O projeto ainda está congelado e estamos avaliando as condições de mercado para esta moto dentro da rede de vendas da KTM.”

O MV Agusta Lucky Explorer 5.5 para o A2 está ‘temporariamente parado’.

A KTM está associada à CFMoto e esta é uma clara rival da QJ Motor, fabricante do gêmeo paralelo 5.5, embora segundo Sardarov, “ Nada foi discutido especificamente e ninguém levantou esta questão. Somos associados ao Grupo Pierer, com alguns projetos em andamento, e a CFMoto não tem nada a ver conosco .”

Ou seja, o trilho para a A2 permanece atualmente em ‘stand by’ até novo aviso.

No entanto, Sardarov insiste que manterá o vínculo com a QJ Motor, apesar da associação com o Grupo Pierer.

O MV Agusta Lucky Explorer 9.5 será vendido no próximo mês de outubro.

O que ele confirmou é que a MV Agusta Lucky Explorer 9.5 já está em produção, com motor de três cilindros de 921 cc e que estará à venda já em outubro próximo, como modelo 2024.

Ele também confirmou que haverá uma versão especial ‘dedicada a um aventureiro de corrida dos anos 90’ , ou seja, o Cagiva Elefant, como é o caso da Ducati DesertX , embora o CEO da MV Agusta afirme que este não será o rival do Lucky Explorer, mas da Multistrada V2 . Ou seja, manterá um status mais de crossover do que de aventureiro.

Notícias relacionadas

Bajaj Dominar 400: Rumo ao Futuro visando fortalecer sua posição

Marcelo Nunes

Triumph Tiger Sport 660: A Versatilidade Estimulante

Marcelo Nunes

Zontes divulga preços das motos vendidas no Brasil

Marcelo Nunes

Deixe um comentário