fbpx
The Riders Histories
Mundo SpeedRiders-Speed

Quartararo põe Misano como prazo e avisa Yamaha: “Dei uma chance, não haverá outra”

Fabio Quartararo disse que, há três anos, recebe um PDF de dez páginas da Yamaha com um plano de melhora da YZR-M1, mas, de acordo com o francês, a maior parte do documento segue sem ser colocada em prática

Fabio Quartararo deu um prazo para a Yamaha: o francês quer ver melhora na YZR-M1 até o teste de Misano, agendado para o dia 11 de setembro. O #20 garantiu que a casa de Iwata não terá uma segunda chance com ele.

Vice-campeão reinante, Quartararo não esconde a insatisfação com o desempenho da moto. Depois de muita pressão, a fábrica dos três diapasões focou na velocidade máxima da M1 — que era a principal fraqueza em comparação com a Ducati —, mas, depois de elogios na pré-temporada, a mudança acabou saindo pela culatra, abalando todo o pacote.

Agora, além de não se destacar no quesito velocidade máxima, a M1 perdeu a agilidade nas curvas, uma marca da Yamaha. Passadas as primeiras nove etapas do ano, a fábrica japonesa é a última com Mundial de Construtores, com 233 pontos atrás da líder Ducati.

Após o GP da Grã-Bretanha, mais um fim de semana ruim para a marca comandada por Lin Jarvis, Quartararo deixou claro que a confiança está perto do fim e sinalizou que pode procurar outro rumo após o fim do atual contrato, em 2024.

“No teste de Misano, quero ter uma prova. Eles têm um mês. A Yamaha está me prometendo coisas há três anos com um documento PDF de dez páginas, das quais 9 e meia não foram cumpridas”, disse Quartararo à publicação inglesa Autosport. “Este ano, não quero ver aquele PDF. Não quero ver coisas escritas, o que quero ver é a moto de Misano, pois ela será 95% da que usaremos em 2024. Lá que veremos se a Yamaha realmente me quer no futuro”, seguiu.

Mesmo insatisfeito com a evolução da YZR-M1, Quartararo frisou que a prioridade é seguir com a Yamaha, mas deixo claro que o desempenho precisa aparecer no teste de Misano, não apenas nas promessas.

“A Yamaha é a prioridade, pois é a marca que me trouxe para a MotoGP. Eu confio na Yamaha e dei a eles uma chance, mas não vai haver uma segunda”, disparou.

Em junho, Quartararo rompeu com o agente Eric Mahe, com quem trabalhou durante um longo período. O francês, então, registrou uma empresa de agenciamento, a FQ20, que é quem vai negociar o próximo contrato do francês de Nice.

“Agora eu me sinto muito mais leve. Tenho pessoas em casa que lidam com essa parte legal e a parte econômica”, destacou. “Sei o que quero, não quero ficar tonto. Isso será muito importante tendo em vista o que a Yamaha vai fazer para o próximo ano”, concluiu.

MotoGP retoma suas atividades no fim de semana do dia 20 de agosto, com o GP da Áustria, a ser disputado no Red Bull Ring. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das satélites Moto2Moto3 e MotoE.

Notícias relacionadas

Sofisticação Veloz: Honda CBR 1000RR-R Fireblade SP em uma Nova Versão em Preto

Marcelo Nunes

Você Sabia? Yamaha YZF-R9 será substituta da YZF-R6!

Marcelo Nunes

Segundo piloto envolvido em acidente na Moto1000GP também morre

Marcelo Nunes

Deixe um comentário