fbpx
The Riders Histories
Mundo SpeedRiders-Speed

Quartararo reconhece exagero em críticas sobre Yamaha: “Estava furioso”

Desapontado por não ter um equipamento competitivo em 2023, Fabio Quartararo voltou atrás em sua declaração e reiterou o desejo de seguir com a Yamaha

Depois de externar sua indignação com o desempenho da YZR-M1 na MotoGP 2023Fabio Quartararo reconheceu que pegou pesado nas críticas feitas à Yamaha e voltou atrás em sua declaração. De acordo com o campeão de 2021, brigar no pelotão intermediário foi um choque de realidade, uma vez que brigou pelo título nas últimas duas temporadas. Por isso, o francês admitiu que a fala surgiu em um momento de ira.

Quartararo havia perdido a paciência com a Yamaha e garantiu que não daria uma segunda chance para a equipe caso o equipamento não tivesse melhoras até o teste de Misano, agendado para o dia 11 de setembro. Agora, pouco antes da etapa na Áustria, o #20 comentou o ocorrido.

“Fui um pouco agressivo, talvez demais, com o que disse. Na primeira parte da temporada eu estava pensando um pouco demais sobre a posição que eu queria. Sempre tentando alcançar a vitória, o pódio, os cinco primeiros. E nunca fiquei feliz por não atingir meu objetivo. É difícil porque vim de lutar pelo campeonato nos últimos dois anos e agora brigo por um top-10”, lamentou Quartararo

“Nas primeiras dez corridas eu estava furioso, porque conheço meu potencial. Sei o que posso fazer. Mas temos algumas dificuldades e perceber agora que ‘Ok, temos de esquecer essas posições [de cima]’, dói. Mas acho que agora temos de aproveitar a experiência. Temos de dar 100% seja qual for a posição. E acho que Silverstone já foi um pequeno passo à frente, mas quero mudar totalmente minha abordagem nas próximas dez corridas”, disse o francês.

Quartararo ainda reiterou o desejo de seguir com a Yamaha para além de 2024 — ano que termina seu vínculo com a equipe. No entanto, não descartou a possibilidade de seguir um novo caminho caso as melhoras não aconteçam.

“Quero encarar como se fosse meu primeiro ano na MotoGP. Dando 100%, a equipe deu 100% e vamos definir as metas em termos de como foi nosso ritmo e classificação. E então ficaremos felizes se dermos 100%. Então, para o futuro, meu objetivo é voltar à Yamaha como há dois anos, lutando por vitórias e pódios. Eu quero isso”, admitiu o campeão.

“O meu objetivo pessoal é voltar a ser campeão do mundo e, claro, se for com a Yamaha prefiro, porque vindo de um ano difícil seria ótimo dar a volta por cima. Mas, se não, terei de encontrar outra solução. Mas, como eu disse, acho que trabalhar muito com a Yamaha e estar de volta [no topo] com eles seria o melhor sonho agora”, finalizou.

MotoGP retoma suas atividades no fim de semana do dia 20 de agosto, com o GP da Áustria, a ser disputado no Red Bull Ring. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das satélites Moto2Moto3 e MotoE.

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

fonte: https://www.grandepremio.com.br/motogp/noticias/fabio-quartararo-reconhece-exagero-criticas-sobre-yamaha-estava-furioso/

Notícias relacionadas

MOTOGP, MARC MÁRQUEZ (DNF): “NÃO CULPO O MARTIN”

Marcelo Nunes

MOTOGP: Confira um grande resumo da temporada 2023

Marcelo Nunes

Todas as Suzuki GSX-R continuam vivas nos EUA e com novas cores, que inveja!

Marcelo Nunes

Deixe um comentário