fbpx
The Riders Histories
Notícias

A rara BMW R80 GS Paris-Dakar vai a leilão

Em 1980 a BMW lançou a R80 GS, uma moto desenhada para cumprir na perfeição as necessidades em estrada e fora desta, daí a designação G/S, que significa Gelände e Straße, em português é algo como todo-o-terreno e estrada. Sem dúvida que foi uma aposta bem sucedida, em 40 anos, a BMW vendeu mais de meio milhão de unidades.

A criação da R80 GS foi quase como que por acidente, quando Rüdiger Gutsche criou uma moto para competir no International Six Days Trial, a prova mais dura para as motos, com base na BMW R75/5. Com a R80 GS à venda em 1980, logo em 1981 venceu o Rally Paris-Dakar com o piloto Hubert Auriol, feito repetido em 1983 e, em 1984, foi a vez de Gaston Rahier vencer a prova. Este último voltou a vencer em 1985, mas com um motor alterado para os 1000cc.

As BMW R80 GS vendidas ao público utilizavam o motor BMW 247 R80 de dois cilindros opostos e 797,5cc, que foi montado num quadro da BMW R65 alterado, para receber esta nova motorização. O motor era refrigerado a ar e a alimentação de combustível era feita através de um carburador, pois era mais confiável e robusto, para este tipo de moto. A potência declarada é de 50cv, para um peso de 186 kg.

Esta era transmitida para a roda traseira através de um. câmbio de cinco velocidades e um cardã, que assim eliminava os problemas de ter uma corrente exposta. A suspensão traseira monobraço foi desenhada especificamente para a GS, enquanto que na frente, é utilizada a tradicional a mola.

Em 1985, para comemorar os sucessos no Rally Paris-Dakar, a BMW decide lançar uma versão especial, com cerca de 200 unidades produzidas, sendo hoje das mais procuradas por colecionadores. As R80 GS Paris-Dakar têm um tanque de combustível maior, de 32 litros, com duas válvulas petcocks e assinadas pelo vencedor da prova Gaston Rahier, assim como uma decoração específica.

O exemplar deste artigo é uma genuína R80 GS Paris-Dakar, vendida originalmente no Reino Unido no concessionário de Allan Jefferies e que foi restaurada em 2016, recebendo os melhoramentos no motor, para passar para a cilindrada de 1000cc, tal como a moto vencedora do Dakar, com um kit Siebenrock. Tem certificado da BMW, que a autentica como genuína e marca apenas 21 mil km no odômetro.

Irá ser levada a leilão pela Artcurial, no próximo dia 5 de fevereiro, em Paris, esperando-se que o preço fique entre os 30 mil e os 50 mil euros.

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

Notícias relacionadas

HONDA será que a CB 300R e CB 125R vai pintar no Brasil?

Marcelo Nunes

Yamaha MT-09 2024: O Lado Negro do Japão

Marcelo Nunes

BMW R Sports Edition by LDK: Não há barreiras inquebráveis!

Marcelo Nunes

Deixe um comentário