fbpx
The Riders Histories
Riders Trail

Aprilia Tuareg no Rally Transanatólia

Duas Tuareg 660 oficiais, desenvolvidas na Aprilia Racing em colaboração com a Gcorse, vão estar na grelha de partida do Rally Transanatólia entregues aos pilotos Jacopo Cerutti e Francesco Montanari. Trata-se do primeiro teste internacional importante para o projecto “Back to Africa” em preparação para os grandes raids africanos.

O projeto “Back to Africa”, lançado para o regresso da marca Aprilia aos grandes raides africanos, está a entrar na sua fase mais importante: duas Aprilia Tuareg desenvolvidas para correr no deserto estarão na grelha de partida do Rally Transanatolia, agendado para a Turquia de 2 a 9 de setembro, confiadas aos dois pilotos de fábrica da Aprilia Racing, Jacopo Cerutti e Francesco Montanari.

Após os primeiros testes positivos realizados na Sardenha e Friuli, a prova turca – um rali tão emocionante quanto exigente que atravessará a Anatólia desde o Mar Negro até ao Mar Egeu, num total de 2500 km – será um verdadeiro banco de ensaio para a competição das Tuareg 660, tendo em vista futuras iniciativas no deserto africano.

A Aprilia Tuareg desenvolvida para os Rally Raides é construída sobre a base técnica da moto que – derivada do modelo de série – é uma grande protagonista no Campeonato Italiano de Moto Ralis, onde Jacopo Cerutti já conquistou quatro vitórias na categoria das seis realizadas até agora, chegando mesmo a estar perto de uma vitória absoluta nas duas primeiras rondas. Uma estreia surpreendente para a Tuareg na série italiana, com Cerutti a liderar atualmente a classe G-1000, reservada a motos multi-cilindros com mais de 600 cc.

Desenvolvida pela Aprilia Racing em colaboração com a GCorse dos irmãos Guareschi, a Aprilia Tuareg concebida para as corridas no deserto explora as grandes características off-road da Tuareg de origem.

Numa fase inicial de desenvolvimento, o foco estava no desempenho, com um quadro modular e geometrias destinadas a garantir estabilidade a altas velocidades e maior curso da suspensão. Posteriormente, o foco passou a ser a procura da máxima fiabilidade do motor em condições proibitivas através de várias alterações, incluindo a introdução de um radiador de óleo. Por último, mas não menos importante, a adoção de um primeiro depósito de combustível suplementar aumentou a autonomia, necessária para cobrir as longas distâncias dos rally raides.

A versão de competição da Aprilia Tuareg está equipada com suspensão Öhlins by Andreani, um escape SC Project completo em titânio e um filtro de ar Sprint Filter específico. A colaboração com a Metzeler foi inestimável, uma vez que a empresa está a concentrar-se no mundo da aventura de dois cilindros com um interesse crescente e escolheu a Aprilia para desenvolver produtos para utilização futura em rally raids.

Massimo Rivola, Diretor Geral da Aprilia Racing, disse a propósito deste tema: “A principal prioridade da participação da Aprilia Racing no Rally Transanatolia não é o resultado. Vamos para a Turquia para acumular o máximo de experiência possível num cenário que é novo para nós e que representa um banco de ensaio extremamente exigente tendo em vista o objetivo final – o nosso regresso aos raids africanos.

Terminar a prova será fundamental para recolher dados valiosos para o futuro e prepararmo-nos para eventos ainda mais difíceis. Em todo o caso, o caminho que percorremos até agora deixa-nos optimistas quanto ao futuro. Desde o início deste projeto, a Tuareg conseguiu obter resultados notáveis e tudo isto foi possível graças a um produto de stock com uma base técnica já excelente e ao esforço de todos, desde os irmãos Guareschi até aos nossos pilotos.”

Para Jacopo Cerutti, piloto da Aprilia nos Moto Ralis em Itália o rali Transanatólia “será um excelente banco de ensaios, porque vamos enfrentar condições que, em alguns aspectos, se aproximam mais das corridas africanas do que aquelas a que nos habituámos nos Moto Ralis de Itália.

Haverá muitos rivais fortes na grelha de partida, pelo que também teremos a oportunidade de nos compararmos com para avaliarmos melhor o nosso próprio nível de competitividade. O objetivo é lutar com sucesso com os outras motos de dois cilindros e – porque não? – e – porque não? – tentar ficar na frente em algumas secções, embora não nos possamos esquecer que o nosso projeto ainda é muito jovem. Os testes que fizemos até agora com a moto correram bem, mas competir na Turquia vai permitir-nos realizar testes mais eficazes para melhorar.”

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

fonte:https://motomais.motosport.com.pt/motos/aprilia-tuareg-no-rally-transanatolia/?doing_wp_cron=1694545607.2275431156158447265625

Notícias relacionadas

Instrumento TFT de 5 polegadas, conexão para celular, três modos ABS! 2023 YAMAHA Tenéré 700 pequenas alterações anunciadas

Marcelo Nunes

Análise: BMW R1300GS será uma moto totalmente nova

Marcelo Nunes

AJP PR7 “Gold Edition”: Luxo e Performance em Duas Rodas

Marcelo Nunes

Deixe um comentário