fbpx
The Riders Histories
Curiosidades

Como as principais fábricas de motos começaram

Algumas das grandes marcas que atuam no Brasil não tiveram início no segmento de duas rodas. Veja as curiosidades

Pouca gente sabe, mas muitos fábricas de motos começaram a “vida” em negócios sem qualquer ligação com os veículos de duas rodas. Em alguns casos, a produção de motos surgiu como um negócio secundário, e só depois virou sua principal atividade.

Já outras marcas nasceram mesmo para produzir motocicletas. Confira abaixo como foi o começo das atividades de marcas que, depois, se tornaram algumas das principais fabricantes de motocicletas do mundo:

O início das fábricas de motos

Honda

A história da marca começou na cidade de Hamamatsu, no Japão, em 1946, quando Soichiro Honda fundou a Honda Technical Research Institute – um instituto de pesquisas. Com o fim da 2ª Guerra Mundial e a necessidade, no Japão, de veículos de transporte baratos e econômicos, Honda comprou um lote de motores usados para geradores e os adaptou em bicicletas.

Surgia, assim, o primeiro ciclomotor Honda, com motor de 90 cm³, chamado de “A“. Apelidado de “Chaminé” devido à fumaça que soltava, fez sucesso. Isso levou Soichiro Honda a começar a projetar sua primeira motocicleta. Em 1948, então, ele fundou a Honda Motor Company. E, em 1949, nasceu a lindinha Dream-D, a primeira motocicleta Honda.

Yamaha

Fundada por Torakusu Yamaha, também em Hamamatsu, a marca nasceu em 1887 como fabricante de pianos e órgãos. Originalmente seu nome era Nippon Gakki Company Limited.

Em 1953, já sob a chefia de Genichi Kawakami, a marca começou a desenvolver sua primeira moto, a YA-1 Red Dragonfly. A motocicleta viria a ficar pronta em 1955 e, com o sucesso das vendas, nasceu a Yamaha Motor Corporation, que incorporou a Nippon Gakki. A Red Dragonfly ganhou uma réplica brasileira no ano retrasado, quando a Yamaha comemorou 50 anos de Brasil.

Kawasaki

A Kawasaki é outra fábrica de motocicletas japonesas que começou bem longe das duas rodas: em 1878Shozo Kawasaki ergueu um estaleiro para construir navios transoceânicos de aço. A empresa começou a dar certo e buscou a diversidade. Passou a fabricar também trenspeças para automóveis e até aviões.

A ideia de produzir motocicletas surgiu em 1955 e o primeiro modelo Kawasaki feito em série foi a B8, vendido entre 1962 e 1965.

Suzuki

Michio Suzuki fundou a Suzuki Loom Works em 1909 numa pequena vila do litoral japonês. A empresa fabricava enormes teares para a indústria de seda. Eram máquinas complexas, que tinham a capacidade de transformar fios em tecido, e isso revolucionou a indústria têxtil.

E assim foi durante mais de 30 anos, até que, em 1937, a marca resolveu produzir automóveis. Veio a 2ª Guerra Mundial e, em 1952, já depois do fim do conflito, os japoneses buscavam um meio de transporte pessoalpráticobarato e seguro – eis aí mais uma das fábricas de motocicletas que surgiram da necessidade pós-guerra. Aí a Suzuki fez uma bicicleta motorizada, a “Power Free”. E assim nasceu a Suzuki Motor Corporation, que dois anos depois, em 1954, já produzia cerca de 6 mil motocicletas por mês.

Ducati

Hoje fabricante de algumas das mais belas motocicletas do mundo, a Ducati nasceu em 1926, quando a família homônima se associou a investidores bolonheses para fundar a Società Radio Brevetti Ducati – como o nome entrega, uma empresa para produzir componentes para as transmissões de rádio, ancorados nas patentes de Adriano Ducati.

Em 1935, a empresa se mudou para o centro de Bolonha e logo abriu filiais em cidades como LondresParisNova IorqueSydney e Caracas. Assim como aconteceu com outras marcas, a produção de motos veio com o fim da 2ª Guerra Mundial.

Em setembro de 1946, a marca exibiu, na feira de Milão, um motor para bicicletas, o Cucciolo. Logo o Cucciolo virou uma pequena motoneta e algum tempo depois, em 1952, a Ducati lançou seu primeiro modelo completo: a Cruiser 175 cc – que, apesar do nome, era uma motoneta com visual engraçadinho.

Harley-Davidson

Essa talvez seja a mais conhecida história de uma marca de motocicletas no mundo – até já virou filme e série. Mas sempre vale a pena recontá-la. Em 1903, em Milwaukee, no Wisconsin, Estados Unidos, Arthur Davidson e William S. Harley resolveram instalar um motor num quadro de bicicleta, para poder se locomover mais rapidamente e mais comodamente nas subidas.

Aos trancos e barrancos e com a ajuda de Walter Davidson e William A. Davidson nos negócios, criaram, em 1907, a lendária Silent Gray Fellow, a primeira Harley-Davidson da história.

Indian Motorcycle

O americano George M. Hendee fundou, em 1897, a fábrica de bicicletas Hendee Manufacturing Company. De lá saíam modelos batizados de Silver KingSilver Queen e American Indian. Depois de algum tempo, todas passaram a se chamar simplesmente “Indian“.

Em 1901, Hendee contratou Oscar Hedstrom para construir bicicletas com motores movidos a gasolina. Hedstrom desenvolveu o projeto em MiddletownConnecticut, e naquele mesmo ano o mostrou a Hendee em SpringfieldMassachusetts. Nascia a Indian Motorcycles.

Royal Enfield

Royal Enfield nasceu em 1891, na cidade de Redditch, na Inglaterra, com a proposta de fabricar bicicletasmáquinas de costura e peças para rifles. Em 1899 surgiram os primeiros veículos com motor – um triciclo e um quadriciclo. Logo depois, vieram as motos.

Em meados da década de 1950, o governo indiano encomendou grandes quantidades de motos à Royal Enfield, que então passou a produzir na cidade indiana de Chennai. Em 1962, a empresa foi vendida na Inglaterra, mas a produção continuou na Índia. Seu maior sucesso foi a Bullet, que foi lançada em 1930 e está em linha lá na Índia até hoje.

Triumph

A marca britânica nasceu oficialmente em 1902, mas surgiu mesmo na última década do século 19, após a ida do alemão Siegfried Bettmann para a Inglaterra. O empresário do ramo de máquinas de costura resolveu entrar no mercado de bicicletas e deu o nome de Triumph às bikes que vendia.

A primeira moto saiu da linha de montagem de Coventry justamente em 1902 e foi chamada apenas de “Number One“. Era uma bicicleta com estrutura reforçada e motor de combustão interna da fabricante belga Minerva.

Fonte: https://www.webmotors.com.br/wm1/motos/como-as-principais-fabricas-de-motos-comecaram

Notícias relacionadas

Hydra – Uma moto elétrica movida a hidrogénio

Marcelo Nunes

Akara Studio, motocicletas super realistas e incríveis em escala 1/64, impressas em 3D

Marcelo Nunes

A motocicleta mais vendida no mundo

Marcelo Nunes

Deixe um comentário