fbpx
The Riders Histories
Mundo SpeedRiders-Speed

GSX-R1000R 2023: Preço, Motor, Design e Desempenho

Famosa por se destacar nas pistas de corrida, a incrível Suzuki GSX-R1000R 2023 chega em sua 6ª geração. Agora, temos uma máquina ainda mais potente, com visual repaginado e bem esportivo. Confira a seguir todos os detalhes da nova GSX-R1000R 2023!

Nova GSX-R1000R 2023

Se você é veterano no mundo das duas rodas, sabe que as máquinas da japonesa Suzuki sempre fazem sucesso no mercado. Nesse sentido, estamos falando de uma marca que há anos aposta no design e potência de suas motocicletas. Especialmente nos veículos das pistas de corrida.

A princípio, a nova GSX-R1000R ano 2023 está com um design totalmente novo. Isso porque alguns detalhes e o formato da moto foram elaborados para que a máquina se torne mais bonita e funcional.

Nesse sentido, a posição em que o motor se encontra permite que o piloto tenha mais agilidade. Sua carenagem é feita para que a motocicleta tenha um ótimo desempenho nas pistas.

Dessa forma, o seu chassi também contribui para o formato do motor, com seu desenho e ângulo. Além disso, chassi, motor, carenagem, trabalham juntos para que a GSX tenha um alto desempenho.

No mais, podemos destacar também sua cor bastante atrativa, em Metallic Triton Blue, um azul metálico personalizado com estilo de corrida GP.

No mais, não podemos deixar de falar da tecnologia aplicada à motocicleta japonesa. Nesse sentido, estamos falando de um seletor de modo de pilotagem, onde o motorista consegue alterar a forma que a moto se comporta, dependendo do clima, tipo de pista, ambientes urbanos ou em estradas.

Além do mais, a Suzuki GSX-R1000R 2023 também está equipada com controle de tração e sensor de movimento, sistema de partida rápida, assistente de baixas rotações e controle de largada (disponível somente na versão ABS).


Quantos cavalos tem GSXR 1000?

Como já é esperado dos lançamentos da Suzuki, a GSX-R1000R 2023 possui um motor de alto desempenho do tipo DOHC VVT. Desse modo, ele conta com 4 cilindros em linha, com arrefecimento líquido, fazendo a moto ser alimentada por injeção eletrônica.

Logo, essa máquina comporta cerca de 999,8 cilindradas, podendo alcançar uma potência máxima de 202 cv a 13.200 rpm, além de um torque máximo de 12 kgf.m a 10.800 rotações por minuto. Por fim, consegue atingir uma velocidade máxima de quase 300 km/h.


Consumo médio de combustível

A princípio, nós estamos falando de uma moto altamente potente, que se destaca de forma positiva em pistas de corrida (e nas estradas também, por que não?). Nesse sentido, tanta potência pode demandar um alto gasto de combustível, correto?

Entretanto, a GSX-R1000R 2023 consegue entregar bons resultados, mesmo sendo tão potente. Isso porque ela pode fazer cerca de 15 km/l, podendo variar conforme a velocidade e também o tipo de pista.

Além disso, seu tanque de 16 litros oferece uma autonomia de até 240 km/l, que também pode variar.


Qual o valor da Suzuki Gsx-r 1100?

Chegamos a um dos tópicos que os amantes de duas rodas têm curiosidade: os valores. Nesse sentido, é válido ressaltar que nos últimos meses, as motocicletas Suzuki tiveram uma alta nos preços.

Logo, é bom preparar o bolso (e o emocional) caso deseje adquirir a nova GSX-R1000R. Isso porque, no site oficial, ela está sendo vendida a partir de R$117.990!

Inclusive, no site você consegue ver todas as informações detalhadas a respeito da SRAD (como a GSX também é chamada).


Ficha técnica GSX-R1000R 2023

Por fim, e não menos importante, fique com as especificações da ficha técnica oficial da GSX-R1000R 2023:

  • 4 cilindros;
  • Tipo DOHC VVT;
  • 4 tempos;
  • Refrigeração líquida;
  • 999,8 cc;
  • Potência de 202 cv a 13.200 rpm;
  • Torque máximo de 12 kgf.m a 10.800 rpm;
  • Injeção eletrônica;
  • Diâmetro x curso 76 x 55,1 mm;
  • Taxa de compressão 13,2:1;
  • Partida Elétrica;
  • Lubrificação Cárter úmido e bomba de óleo;
  • Câmbio 6 velocidades;
  • Transmissão por corrente;
  • Chassi de longarina dupla com ligas de alumínio;
  • Susp. Dianteira telescópica invertida, com mola helicoidal, e amortecimento hidráulico pressurizado com pré-carga da mola, e forças de compressão amortecimento, e retorno;
  • Susp. Traseira balança articulada, tipo link com mola helicoidal, e amortecimento hidráulico pressurizado;
  • Pneu dianteiro 120/70 mm Aro 17 polegadas;
  • Pneu traseiro 190/55 mm Aro 17 polegadas;
  • Liga leve de alumínio;
  • Freio Dianteiro de disco duplo, 320 mm e pinça 4 pistões;
  • Freio Traseiro de disco único e pinça 1 pistão.

Fonte: Suzuki Motos

O que você achou disso?

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

Notícias relacionadas

MotoGP, 2023 – Rins convalesce

Marcelo Nunes

MOTOGP, JORGE MARTÍN (1.º): “OS MOMENTOS DIFÍCEIS TORNAM-TE MAIS FORTE”

Marcelo Nunes

Todas as Ducati Panigale V4 que celebram títulos na MotoGP e WorldSBK já foram vendidas

Marcelo Nunes

Deixe um comentário