fbpx
The Riders Histories
Riders Trail

Harley-Davidson Pan America 1250: uma Harley como você nunca viu

A nova Harley-Davidson Pan America 1250 chega não só para romper, mas também para impor novos paradigmas no segmento das Maxitrail.

A Pan America 1250 foi totalmente projetada e idealizada para devorar as estradas tanto no asfalto como fora dele. Indubitavelmente ela merece um olhar mais atento para suas qualidades e ao que ela tem a oferecer quanto a desempenho, conforto e segurança. E ela com certeza vai surpreender.

O estilo é único e a marca americana com certeza não quis esconder seu novo motor para compor o visual premium da moto. A Harley comparou o estilo da Pan America com o de uma boa multi-ferramenta, pronta para atender ao turista aventureiro.

Tivemos a oportunidade de testar uma Pan America 1250 S que é a única versão disponível no Brasil. Na gringa há também uma versão de entrada que não conta com a suspensão eletrônica e outros mimos tecnológicos. O preço da Harley-Davidson Pan America 1250 S parte de R$ 149.900 na cor Vivid Black, R$ 152.800 a Gray Haze e R$ 154.050 a Industrial Yellow/White Sand.

O novo motor inicia uma nova era na Harley-Davidson

Tudo na Pan America é novidade, mas o grande protagonista é o novo motor V-Twin DOHC de 1.250 cilindradas e refrigeração líquida que produz 150 cv de potência a 9.000 rpm e 12,8 kgf.m de torque a 6.750 rpm. Este motor é chamado Revolution Max e conta com comandos de válvulas de tempo variável, proporcionando uma ótima flexibilidade na tocada. Ele entrega bastante força em baixas e médias rotações e o fato interessante é que ele vira mais de 9.000 rpm – bem diferente dos demais motores da marca que giram no máximo 5.000 rpm – e isso torna a tocada bastante excitante.

Acelerando forte no bom asfalto e trocando as marchas no câmbio rápido lá na faixa de corte, o empurrão, o barulho do funcionamento e o ronco do motor me lembraram a extravagante Ducati Multistrada, acredite! Sinceramente, se não fossem os logotipos da marca americana chancelados na máquina, dificilmente você diria que é uma Harley-Davidson.

Eletrônica embarcada de última geração

Uma eletrônica embarcada de última geração gerencia o funcionamento do motor e disponibiliza acelerador ride-by-wire com os modos de potência Road, Sport, Rain, Off-Road e Off-Road Plus, com mais dois modos personalizáveis conforme as preferências e experiência de cada piloto. O pacote de assistência ao piloto da Harley-Davidson Pan America inclui frenagem eletronicamente combinada aprimorada em curvas, ABS aprimorado em curvas, controle de tração aprimorado em curvas, controle de deslizamento de torque de arrasto aprimorado em curvas e controle de assistência em ladeiras, tudo controlado pela central IMU da moto para estabilizar a motocicleta e aumentar a confiança em quaisquer solicitações.

Todas as configurações da eletrônica estão disponíveis numa tela TFT sensível ao toque e regulável na inclinação para melhor visualização. A tela desativa o sensor de toque quando a moto está em movimento, impedindo distrações do piloto. Todas as informações são de fácil acesso pelo punho esquerdo e os modos de pilotagem são no punho direito e podem ser trocados com a moto em movimento, porém, sem o acionamento do acelerador.

O motor pode ser considerado a parte principal do chassi, pois o chassi é dividido em três partes que são parafusadas no motor, tornando o conjunto bastante rígido e leve. Leveza é sempre bem vinda, e rigidez estrutural proporciona um melhor comportamento nas fortes acelerações, nas frenagens e nas curvas, e também garante ótima precisão na tocada fora de estrada. Outro ponto a ser considerado é a facilidade na manutenção, pois caso alguma avaria mais grave aconteça num acidente, por exemplo, apenas a parte afetada do chassi pode ser substituída.

A Harley-Davidson Pan America 1250 S é destinada ao mercado premium de Maxitrail de aventura, por isso vem equipada com suspensão dianteira e traseira eletrônica semiativa da Harley, gerenciada com o que a marca americana chama de “Controle de Carga do Veículo”, ou VLC. Este sistema usa vários sensores para adaptar automaticamente o amortecimento da motocicleta às condições prevalecentes e à atividade de condução. O VLC da Pan America 1250 S pode até pesar seu piloto, passageiro e carga para ajustar instantaneamente as configurações de pré-carga da suspensão traseira para uma performance ideal em quaisquer condições do piso.

Sistema eletrônico de suspensão único e exclusivo

A Pan America vem equipada de fábrica com o sofisticado sistema Adaptive Ride Height que pode levar as habilidades dos pilotos ainda mais longe. Quando você diminui a velocidade para parar num semáforo, por exemplo, o ARH abaixa suavemente a moto para a sua configuração de suspensão mais baixa, para que o motociclista possa apoiar os pés no chão com maior facilidade ampliando a confiança. Quando você volta a rodar a suspensão volta a altura normal. Alia-se ao ARH o banco com duas alturas e podemos afirmar que a Pan America atende a uma ampla gama de pilotos seja qual for sua estatura.

O sistema de freios conta com dois discos de 300 mm mordidos por pinças Brembo monobloco de fixação radial de quatro pistões e pinça flutuante de pistão simples para o disco traseiro de 280 mm. O sistema, combinado e com ABS de curvas, é bem modulável e progressivo nas baixas velocidades e bem potente para as frenagens mais fortes, onde é preciso força extra na grossa alavanca que conta com cinco regulagens de altura, bem como a alavanca da embreagem. O pedal de freio conta com duas regulagens de altura. O sistema de freios combinado está ligado de tal forma que, quando aciona apenas a alavanca dianteira ou o pedal do freio traseiro, ambos os freios são acionados, a menos que esteja no modo Off-Road+, que desacopla o sistema e desliga o ABS da roda traseira.

Conjunto sofisticado e preciso no asfalto e na terra

Eu rodei numa boa num trecho de estrada terra e nem liguei o modo off road, e a Pan America se comportou perfeitamente. Provavelmente em condições mais complicadas e numa tocada mais agressiva seria bem conveniente ligar o modo off road. A Pan America vem montada com rodas fundidas em liga de alumínio de aro 19 polegadas na dianteira e aro 17 na traseira, ambas calçadas com os bons pneus Michelin Scorcher Adventure projetados especificamente para a moto aventureira americana. Também há um jogo de rodas raiadas com aros de alumínio para pneus sem câmara, mas essa versão não está disponível no Brasil.

Outras características incluem chave por sensor de presença para a ignição, cavalete central, protetores de mão, protetor de motor, manoplas aquecidas, para-brisa manualmente ajustável em cinco posições, sensor de pressão dos pneus, um amortecedor de direção e luzes de curva adaptativas. Curiosamente a Pan America precisa da chave comum para a trava do guidão e também para abrir o tanque de combustível e o assento traseiro, que permite regular a altura do assento do piloto.

Veredicto indubitavelmente positivo

Só posso dizer que, no mínimo, a nova Harley-Davidson Pan America 1250 S é uma moto surpreendente e que encanta pelo prazer da tocada e pelo conforto. Ela atende com maestria o conceito de moto de aventura e é tão verdadeira quanto qualquer modelo Maxitrail consagrado BMW, KTM, Triumph, Ducati, Honda, Suzuki, Kawasaki ou Yamaha. Tem todo o equipamento de ponta e alguns novos ainda não vistos em nenhuma outra moto de aventura. Ela realmente foi idealizada para ser, acima de tudo, funcional, mas encanta pelo desempenho incrivelmente gentil e capaz, tanto na estrada quanto na terra, território onde me senti muito à vontade e confesso que fiquei chocado com o comportamento previsível, preciso e obediente da máquina.

Os pneus tem o grip certo no asfalto e na terra, mas não gostei deles num dia de chuva fraca na estrada durante a volta para a concessionária para devolvê-la. Talvez, após uma semana com ela só pra mim, eu estivesse muito confiante e abusando um pouco da velocidade, mas em momento algum ela me assustou, ela só estava avisando que dalí em diante as coisas ficam menos seguras e ela não pode fazer milagres. Uma fiel companheira. Eu quero uma preta.


Fonte:https://motociclismoonline.com.br/testes/harley-davidson-pan-america-1250-uma-harley-como-voce-nunca-viu/

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

Notícias relacionadas

Triumph Tiger 1200 recebe atualização e garante maior estabilidade ao piloto

Marcelo Nunes

Ducati lança DesertX oficialmente no Brasil

Marcelo Nunes

Avaliação da KTM 890 Adventure R 2023 Acumulamos milhas na bicicleta de aventura mais suja da KTM.

Marcelo Nunes

Deixe um comentário