fbpx
The Riders Histories
Notícias

Kymco vira sócia da Harley

Kymco vira sócia da Harley na marca LiveWire

Fabricante americana vai ampliar os negócios com motos elétricas e gigante taiwanesa será responsável pela distribuição

Harley-Davidson tem investido na marca LiveWire nos últimos anos, mas aparentemente ainda não encontrou um formato adequado de negócios – leia-se rentável e viável. Agora, tudo pode estar prestes a mudar. A marca americana decidiu abrir o capital da LiveWire e a Kymco vai entrar como sócia. A gigante de Taiwan terá 4% da sociedade e será responsável por aumentar a rede de distribuição em nível global.

A primeira moto da marca LiveWire foi lançada em 2019 e recentemente foi rebatizada de “One”
Crédito: Divulgação

Além disso, o fundo de investimentos AEA-Bridges Impact Corp (ABIC) também entrou na jogada e vai intermediar a abertura de capital. Por isso, o negócio não será feita através da habitual oferta pública inicial de ações (IPO) da LiveWire – a ABIC já tem ações na bolsa de valores americana.

Com essa estratégia, a Harley-Davidson espera levantar cerca de US$ 545 milhões (uns R$ 3 bilhões), que serão investidos justamente na expansão do negócio. Isso inclui o desenvolvimento e o lançamento de novos produtos, já que, por enquanto, a LiveWire só tem uma moto em produção – que recentemente ganhou o “criativo” nome de”One“.

O painel mostra o plano da LiveWire de ter mais três modelos – de portes pequeno, médio e grande
Crédito: Reprodução

Em um futuro próximo, a LiveWire pretende lançar pelo menos três novos modelos, de pequenomédio e grande porte. Todos usarão uma mesma plataforma modular, batizada de “Arrow” (flecha, em inglês). A primeira série a usá-la será a S2, de porte médio. Em seguida virá a S3, de pequeno porte e desenvolvida em parceria co

A ilustração revela as partes íntimas das próximas motos da marca: eletrônica simplificada, motor e bateria
Crédito: Reprodução

Além de novos modelos, a parceria também tem como objetivo desenvolver sistemas que permitam ampliar a capacidade de armazenamento de energia e, por tabela, aumentar a autonomia das motos elétricas. A S2, a primeira novidade, está programada para ser lançada em 2023. Com todo esse investimento e estratégia, a Harley quer abiscoitar 10% do segmento de motos elétricas nos Estados Unidos e 13% na Europa, até 2026.

Notícias relacionadas

[Kawasaki Z900RS test drive] Uma naked padrão que todos podem desfrutar de uma experiência extraordinária que é emocionante, mas fácil de manusear

Marcelo Nunes

“Seventy” Sportster Flat Track by Lord Drake Kustoms

Marcelo Nunes

Yamaha Fazer 250 2021 ganha visual da nova MT-03

Marcelo Nunes

Deixe um comentário