fbpx
The Riders Histories
Mundo SpeedRiders-Speed

MotoGP antecipa warm-up e muda limite de wild-cards por GP a partir de 2024

Já desde o GP de San Marino e da Riviera de Rimini, o warm-up está começando mais cedo, atendendo a uma demanda dos pilotos. A partir de 2024, a Comissão de GP decidiu aumentar de dois para três o número e wild-cards permitidos por etapa

MotoGP anunciou nesta quarta-feira (13) algumas mudanças no regulamento. Já desde o GP de San Marino e da Riveira de Rimini, o warm-up de domingo começa 5 minutos mais cedo. E, a partir de 2024, serão permitidos três wild-cards por evento, não mais dois.

As mudanças são resultado de uma reunião feita em Misano pela Comissão de GP, que é composta por Carmelo Ezpeleta, diretor-executivo da Dorna, promotora do Mundial de MotovelocidadeJorge Viegas, presidente da FIM (Federação Internacional de Motociclismo); Hervé Poncharal, presidente da IRTA (Associação Internacional das Equipes de Corrida); e Biense Bierma, da MSMA (Associação das Fábricas de Motocicletas Esportivas); acompanhada por Carlos Ezpeleta, também da Dorna; Mike Trimby, da IRTA; e Corrado Cecchinelli, diretor de tecnologia da MotoGP.

Com efeito imediato, a MotoGP decidiu antecipar o início do warm-up de domingo, dando um maior intervalo entre a última atividade em pista antes da largada e a parada dos pilotos, que foi introduzida neste ano.

“Em resposta a um pedido dos pilotos da MotoGP, o warm-up da manhã de domingo vai começar 5 minutos mais cedo para poder dar uma pausa maior entre a sessão e a parada”, anunciou. “Esta mudança já foi feita o GP de San Marino, via direção de prova”, acrescentou.

Para o próximo ano, a MotoGP alterou a limitação do número de convidados em cada etapa. Hoje, o teto está estabelecido em dois, mas passará a ser de três wild-cards.

“O número máximo de wild-card inscritos em um evento aumentou de dois para três”, anunciou a comissão. “Atualmente, se existem mais inscritos do que lugares disponíveis, a decisão de qual inscrição será aceita é tomada pela Comissão de GP. No futuro, a decisão será feita de acordo com um novo protocolo, que leva em contra o número de wild-cards já alocado para uma fábrica na atual temporada”, seguiu.

“Emu ma situação na qual os inscritos já tenham sido alocados a um número igual de wild-cards, então a decisão será baseada na atual e, no início da temporada, no ranking do Mundial de Construtores da temporada anterior, com as fábricas classificadas mais abaixo recebendo prioridade”, encerrou.

Nas últimas semanas, a KTM falou abertamente sobre uma mudança no número de wild-cards a que cada fábrica tem direito, numa tentativa de diminuir os problemas causados pelo excesso de pilotos contratados pela marca para o próximo ano. Carmelo Ezpeleta chegou a admitir a possibilidade, mas, ao menos por agora, nada foi acordado. Atualmente, cada construtores pode fazer até três wild-cards.

No caso das classes menores de Moto3 e Moto2, também há mudança, mas apenas no prazo de solicitação do convite.

“Para permitir que as equipes tomem providências de despacho das máquinas e material de apoio, o deadline para a aprovação de wild-card foi alterado para 90 dias antes de um evento fora da Europa. Para os eventos na Europa, o prazo limite segue inalterado em 45 dias antes do evento”, apontou.

MotoGP retoma as atividades no fim de semana do dia 24 de setembro, com o GP da Índia, a ser disputado em Buddh. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das classes menores Moto2 e Moto3.

fonte:https://www.grandepremio.com.br/motogp/noticias/motogp-antecipa-warm-up-muda-limite-wild-cards-gp-2024/

Notícias relacionadas

Arbolino continua na Moto2: “Não foi uma decisão difícil”

Marcelo Nunes

MOTOGP, SAN MARINO, CORRIDA: TRIUNFO TRANQUILO DO ‘MARTINATOR’, OLIVEIRA SÓLIDO 6º

Marcelo Nunes

MOTOGP: Franco Morbidelli falta em testes de SEPANG e QATAR

Marcelo Nunes

Deixe um comentário