fbpx
The Riders Histories
Mundo SpeedRiders-Speed

MOTOGP, SAN MARINO, CORRIDA: TRIUNFO TRANQUILO DO ‘MARTINATOR’, OLIVEIRA SÓLIDO 6º

Jorge Martin dominou desde o início uma corrida sem grande história no que respeita ao vencedor, cumprindo as 27 voltas do Grande Prémio de San Marino em 41 minutos 33,421s. Marco Bezzecchi e Pecco Bagnaia completaram o pódio, incapazes de seguir na peugada do madrileno. O português Miguel Oliveira venceu o duelo com Marc Marquez para terminar na sexta posição.

O espanhol bateu Bezzecchi  (Mooney VR46 )por 1,3 segundos, que por sua vez levou a melhor no duelo com Bagnaia pelo segundo degrau do pódio por uma diferença de 3,8 segundos.  Dani Pedrosa concluiu a corrida com novo quarto lugar (a mesma posição da corrida de sábado), na frente das Aprilia de Maverick Viñales e Miguel Oliveira. Marc Márquez, Raul Fernandez, Luca Marini e o francês Johann Zarco completaram o top 10 no Grande Prémio  que faz a despedida da Europa antes da ronda asiática.

Enea Bastianini não correu devido a fratura no tornozelo e na mão esquerda e o mesmo sucedeu com Takahashi, substituto de Álex Rins na LCR, mas que não atingiu o tempo mínimo. Por outro lado, participaram no GP de San Marino os pilotos de teste Dani Pedrosa (KTM), Michelle Pirro (Ducati) e Stephan Bradl (Honda). Com 29 graus no ar e 44 no asfalto sob um sol radiante na Costa do Adriático, Marc Márquez e as Hondas escolheram para a corrida pneus traseiros macios, enquanto os demais usaram pneus médios.

MOTOGP, SAN MARINO, CORRIDA: TRIUNFO TRANQUILO DO ‘MARTINATOR’, OLIVEIRA SÓLIDO 6º

Por Ricardo Ferreira a 10 Setembro 2023 14:02

Jorge Martin dominou desde o início uma corrida sem grande história no que respeita ao vencedor, cumprindo as 27 voltas do Grande Prémio de San Marino em 41 minutos 33,421s. Marco Bezzecchi e Pecco Bagnaia completaram o pódio, incapazes de seguir na peugada do madrileno. O português Miguel Oliveira venceu o duelo com Marc Marquez para terminar na sexta posição.

O espanhol bateu Bezzecchi  (Mooney VR46 )por 1,3 segundos, que por sua vez levou a melhor no duelo com Bagnaia pelo segundo degrau do pódio por uma diferença de 3,8 segundos.  Dani Pedrosa concluiu a corrida com novo quarto lugar (a mesma posição da corrida de sábado), na frente das Aprilia de Maverick Viñales e Miguel Oliveira. Marc Márquez, Raul Fernandez, Luca Marini e o francês Johann Zarco completaram o top 10 no Grande Prémio  que faz a despedida da Europa antes da ronda asiática.

Enea Bastianini não correu devido a fratura no tornozelo e na mão esquerda e o mesmo sucedeu com Takahashi, substituto de Álex Rins na LCR, mas que não atingiu o tempo mínimo. Por outro lado, participaram no GP de San Marino os pilotos de teste Dani Pedrosa (KTM), Michelle Pirro (Ducati) e Stephan Bradl (Honda). Com 29 graus no ar e 44 no asfalto sob um sol radiante na Costa do Adriático, Marc Márquez e as Hondas escolheram para a corrida pneus traseiros macios, enquanto os demais usaram pneus médios.

Na largada, Jorge Martín manteve a posição privilegiada da pole position, à frente de Bagnaia. Pedrosa parecia que ia crescer, mas ababou por ceder ficando em quarto lugar; atrás deles vinham Bezzecchi. Márquez, Oliveira, Viñales e Binder.

Na frente o ‘Martinator’ não parecia tão confortável como no sprint, e Pecco perseguia-o sem lhe dar espaço, mas pouco depois Bezzecchi juntou-se-lhes. Binder superou Pedrosa  mas o duelo entre Bezzecchi e Bagnaia incendiou-se, com o piloto da VR46 a quase colidir com o compatriota, o que fez Binder aproximar-se do trio da frente. ‘Bez’ ultrapassou Bagnaia na curva 8, mas teve que alargar na curva seguinte e Pecco recuperou a segunda posição. Logicamente, com isso Martin afastou-se. Miguel Oliveira surpreendido por Marc Márquez, perdia então o sexto lugar para o espanhol.

Quem também sofria era  Aleix Espargaró que vinha a perder posições, depois de partir de sexto o ‘Capitão’ da Aprilia só lutava para pontuar, ainda a ressentir-se da forte queda no sábado. A 19 voltas do final, Brad Binder caiu na curva 14, conseguiu voltar à pista, mas em último lugar – foi a primeira perda para a KTM. Jack Miller e Michele Pirro colidiram e caíram, o que fez que Fabio Di Giannantonio e Mir tivessem que parar praticamente as suas motos. Mir voltou a cair novamente num domingo, desta vez na curva 4. Menos uma Honda em pista.

Pedrosa a um rtimo incrícel começou a aproximar-se do trio lider, um piloto incrível. No entanto, os três ‘ducatistas’ da frente aceleraram de novo e distanciaram-se. Foi então a vez de Pol Espargaró cair na primeira curva – um final de semana  horrível e cheio de quedas. Miguel Oliveira recebeu um aviso por desrespeitar os limites de pista, mas nem por isso deixou de manter a pressão sobre Marc Márquez.  A 11 voltas do final, Jorge Martín também foi avisado por desrespeito  os limites da pista. O espanhol era um excelente líder, não o reduziu enquanto Bagnaia já perdia o contacto com Bezzecchi, a contas com a dor na perna lesionada;  ambos tiveram problemas físicos devido às quedas em Barcelona.

O madrileno tinha 2,5 segundos de vantagem e agora podia dedicar-se à gestão da corrida, embora ‘Bez’ não desistisse. Oliveira ultrapassou Marc Márquez , que quebrara o ritmo a contas como desgaste dos pneus. O #93 da Repsol Honda bloqueava Raúl Fernández , que estava a ter a sua melhor corrida na categoria rainha; Marini vinha atrás à espreita.

Jorge Martín enfrentou a curva final com 1,5 segundos de vantagem sobre Bezzecchi, que esperava um erro. Assim como Dani e Pecco, apesar de estar quatro décimos atrás. O madrilenho venceu , com Bezzecchi, segundo e Bagnaia, terceiro. Viñales foi quinto, depois de Pedrosa, Oliveira foi sexto. Marc Márquez conseguiu  pontuar de novo em sétimo e no paddock de Misano os homens da Honda respiraram de alívio.

Com o seu triunfo em Misano, Jorge Martin entra na luta pelo título com Bagnaia e Bezzecchi. O madrileno da Pramac está agora em segundo no campeonato, a 36 pontos do líder e campeão mundial Francesco ‘Pecco’ Bagnaia.

Resultados do GP de San Marino de MotoGP: 1. Jorge Martin, Ducati, 27 voltas em 41:33.421 min 2. Bezzecchi, Ducati, + 1.350 segundos 3. Bagnaia, Ducati, +3.812 4.Pedrosa, KTM, +4.481 5. Viñales, Aprilia, +10.510 6. Oliveira, Aprilia, +12.274 7. Marc Márquez, Honda, +13.576 8. Raúl Fernández, Aprilia, +14.091 9.Marini, Ducati, +14.98210. Zarco, Ducati, +15.484 11. Alex Márquez, Ducati, +15.70212. Aleix Espargaró, Aprilia, +15.87813. Quartararo, Yamaha, +15.89814. Fichário, KTM, +23.77815. Morbidelli, Yamaha, +24.57916. Augusto Fernández, KTM, +31.23017. Di Giannantonio, Ducati, +32.53718.Bradl, Honda, +35.33019. Nakagami, Honda, +43.601

Classificação do campeonato após 24 de 40 corridas: 1. Bagnaia, 283 pontos. 2. Martin 247. 3. Bezzecchi 218. 4. Binder 173. 5. Aleix Espargaró 160. 6. Zarco 147. 7. Marini 135. 8. Viñales 128. 9. Alex Márquez 108. 10. Miller 104. 11. Quartararo 85. 12. Morbidelli 68. 13. Oliveira 65. 14. Augusto Fernández 58. 15. Rins 47. 16. Di Giannantonio 43. 17. Nakagami 35. 18. Pedrosa 32. 19. Marc Márquez 31. 20. Bastianini 25. 21. Raúl Fernández 22. 22. Savadori 9. 23. Folger 9. 24. Pol Espargaró 8. 25. Pirro 5. 26. Mir 5. 27. Petrucci 5. 28. Bradl 5. Campeonato Mundial de

Construtores:1. Ducati, 416 pontos. 2. KTM 234. 3. Aprilia 218. 4. Yamaha 105. 5. Honda 105.

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

Fonte:https://www.motosport.com.pt/moto-gp/motogp-san-marino-corrida-triunfo-tranquilo-do-martinator-oliveira-solido-6o/

Notícias relacionadas

MV Agusta prepara modelos mais potentes e retrô para um futuro próximo

Marcelo Nunes

Buell Hammerhead 1190RX 2024: A Supersport

Marcelo Nunes

Kawasaki Ninja ZX-4R: Nova Superesportiva por R$ 57.490,00

Marcelo Nunes

Deixe um comentário