fbpx
The Riders Histories
Mundo SpeedRiders-Speed

MOTOGP, SAN MARINO, SPRINT: MARTÍN DOMINA DO INÍCIO AO FIM EM MISANO

Jorge Martín partia da pole position e chegou em primeiro à primeira curva, com Pecco Bagnaia na sua perseguição, com Marco Bezzecchi a ficar mais para trás dessa dupla. Quanto a Miguel Oliveira, subiu ao nono lugar no arranque, rodando atrás de Marc Márquez, mas perdendo depois uma posição para Brad Binder e voltando para décimo. Mais à frente, Dani Pedrosa subiu para o quarto posto, com Maverick Viñales e Aleix Espargaró atrás de si. Luca Marini era sétimo, com Brad Binder em oitavo e Marc Márquez em nono.  Oliveira era 11.º, perdendo um lugar para Álex Márquez.

Na segunda volta, Brad Binder tirou dois da frente, ultrapassando Marini e Aleix Espargaró, com Bagnaia, mais à frente, a alargar muito e a deixar a porta aberta para a ultrapassagem de Marco Bezzecchi, que subiu a segundo. Algumas lutas animadas do quinto lugar para trás, com Brad Binder e Marc Márquez à procura de ganhar posições. Na frente, Marco Bezzecchi aumentava o ritmo na perseguição a Jorge Martín, com Bagnaia a ficar mais para trás e a ver Dani Pedrosa a aproximar-se.

A nove voltas do fim, Binder voltou a atacar Viñales, subindo momentaneamente ao quinto lugar, mas o espanhol respondeu rapidamente e recuperou a posição. Uma volta depois, Binder conseguiu mesmo fazer valer a ultrapassagem, subindo ao quinto posto. Uns lugares mais atrás, Álex Márquez ultrapassava o irmão Marc e subia ao nono posto, último lugar pontuável numa corrida sprint. Era preciso ter atenção aos limites de pista, com vários pilotos a terem avisos.

A cinco voltas do fim, Jorge Martín tinha uma vantagem de oito décimos para Marco Bezzecchi, com Bagnaia sob pressão de Dani Pedrosa e com Brad Binder a aproximar-se desses dois. No fundo do pelotão, Franco Morbidelli e Joan Mir eram penalizados com long laps por limites de pista, tal como Augusto Fernández. Com os dois primeiros lugares assegurados, cabia a Pecco Bagnaia fazer tudo o que estivesse ao seu alcance para defender a terceira posição, numa altura em que Miguel Oliveira perdia a 12.ª posição para o colega de equipa Raúl Fernández.

Jorge Martín controlou a corrida sprint do início ao fim, vencendo à frente de Marco Bezzecchi, com Pecco Bagnaia a terminar mesmo na terceira posição, segurando os ataques de Dani Pedrosa, que terminou num honroso quarto lugar, com Brad Binder em quinto. Maverick Viñales foi sexto, com Luca Marini em sétimo, Aleix Espargaró em oitavo e Álex Márquez no último lugar pontuável. Miguel Oliveira terminou na 12.ª posição, a 13.788 segundos de Martín.

MOTOGP SRINT, MISANO

1. Jorge Martin, Ducati, 13 voltas em 19:58.785 minutos
2. Marco Bezzecchi, Ducati, + 1.445 seg
3. Francesco Bagnaia, Ducati, + 4.582
4. Dani Pedrosa, KTM, + 4.772
5. Brad Binder, KTM, + 4.931
6. Maverick Viñales, Aprilia, +6.062
7. Luca Marini, Ducati, +6.519
8. Aleix Espargaró, Aprilia, +7.893
9. Alex Márquez, Ducati, +9.264
10. Marc Márquez, Honda, +11.318
11. Raúl Fernández, Aprilia, +13.365
12. Miguel Oliveira, Aprilia, + 13.788
13. Fabio Quartararo, Yamaha, + 14.243
14. Johann Zarco, Ducati, + 14.154
15. Miller, KTM, + 17.421
16. Pol Espargaró, KTM, + 17.451
17. Fabio Di Giannantonio, Ducati, + 18.133
18. Franco Morbidelli, Yamaha, +19.749
19 Augusto Fernández, KTM, +20.403
20 Michael Pirro, Ducati, +21.454
21 Taka Nakagami, Honda, +21.962
22 Stephan Bradl, Honda, +23.672
23 Joan Mir, Honda, +36.100

Campeonato: 1. Bagnaia, 267 pontos. 2º Martin 222 3º Bezzecchi 198 4º Binder 171 5º Aleix Espargaró 156 6º Zarco 141 7º Marini 128 8º Viñales 117 9º Miller 104 10º Alex Márquez 103 11º Quartararo 82 12 Morbidelli 67 13 Augusto Fernández 58 14 Oliveira 55 15 Rins 47 16 Di Giannantonio 43 17 Nakagami 35 18 Bastianini 25 19 Marc Marquez 22 20 Pedrosa 19 21 Raúl Fernández 14 22 Savadori 9 23 Folger 9 24 Pol Espargaró 8 25 Pirro 5 26 Mir 5 27 Petrucci 5 28 Stefan Bradl 5 Campeonato de Construtores: 1 Ducati, 391

Construtores: 1. Ducati, 391 pontos. 2. KTM 221. 3. Aprilia 207. 4. Yamaha 102. 5. Honda 96.

Equipas: 1. Prima Pramac Racing, 363 pontos. 2. Mooney VR46 Racing 326. 3. Ducati Lenovo Team 302. 4. Red Bull KTM Factory Racing 275. 5. Aprilia Racing 273. 6. Monster Energy Yamaha 149. 7. Gresini Racing 146. 8. LCR Honda 85. 9. GASGAS Factory Racing Tech3, 75. 10. CryptoDATA RNF 73. 11. Repsol Honda 27.

fonte: https://www.motosport.com.pt/moto-gp/motogp-san-marino-sprint-martin-domina-do-inicio-ao-fim-em-misano/

Notícias relacionadas

MOTOGP, FRANCO MORBIDELLI: “É BOM PASSAR TEMPO COM A EQUIPA OUTRA VEZ”

Marcelo Nunes

MOTOGP, FRANCESCO BAGNAIA (1.º): “QUANDO O JORGE CAIU, RESPIREI UM POUCO”

Marcelo Nunes

MOTOGP, JORGE MARTÍN (2.º): “TEMOS DE CONTINUAR NESTA DIREÇÃO”

Marcelo Nunes

Deixe um comentário