fbpx
The Riders Histories
Notícias

Suzuki GSX-8R 2024: A confirmação vem da Suiça!

Como esperado, a Suzuki continuará a expandir o uso do novo motor 800. Para já, o que sabemos é que a versão supersport GSX-8R foi homologada na Suíça.

A nova ciclística da GSX-8S e da V-Strom 800 é tão estável quanto ágil, e o seu quadro segue a tradição da Suzuki, sendo perfeitamente ajustado por meios simples. O que acreditamos é que essa base estrutural não servirá apenas para este dois modelos. Assim como a Yamaha o fez com a sua deportiva R7, que adoptou a mesma unidade motriz da naked MT-07 e da adventure Ténéré 700 (sem esquecer a sport-heritage XSR 700), a Suzuki caminha para o mundo das supersport com a GSX-8R – provavelmente já em 2024.

83 cavalos e 205 quilos

A publicação especializada da Young Machine no Japão, normalmente sempre muito bem informada, já suspeitavam disso há muito tempo e a confirmação vem da Suíça. ASuzuki GSX-8R passou a fazer parte dos dados de homologação. Os dados técnicos do motor – 83 cv a 8.500 rpm e 78 Nm a 6.800 rpm – são idênticos aos das versões anteriores. Apenas a velocidade máxima da R é ligeiramente mais rápida: alcança os 215 km/h, um pouco mais do que a naked GSX-8S (210 km/h), o que deve ser alcançado pela melhor aerodinâmica da carenagem.

Ainda de acordo com os dados de homologação na Suiça, a nova Suzuki GSX-8R pesará 205 quilos quando estiver pronta para andar, o que é 3 quilos a mais do que a GSX-8S, o que se deve possivelmente ao peso da carenagem maior. Com 1.135 milímetros é 30 milímetros mais alta, mas com 770 milímetros de largura é 5 milímetros mais estreita. O quadro parece ter sido retirado da S, pois o comprimento total e a distância entre eixos de 2.115 e 1.465 milímetros são exatamente o comprimento da naked.

Diferenças para a Yamaha R7

Se pegarmos nestes dados de homologação da GSX-8R e os compararmos com a Yamaha R7, facilmente percebemos que em termos de motorização e desempenho, verificamos diferenças significativas. O novo motor Suzuki de 776cc consegue gerar 83 CV e 78 Nm, contra os 73,4 CV e 67 Nm do motor Yamaha, com cilindrada menor de 689cc – o que em parte explica essa diferença. No entanto, a Yamaha também pode estar à frente no que diz respeito à mobilidade, já que a distância entre eixos significativamente mais curta, de 1.395 milímetros, pode melhorar significativamente o comportamento. Ambas as motos possuem pneus 120/70ZR17 na dianteira e 180/55ZR17 na traseira.

De qualquer forma, o que parece é que estamos em presença de duas superatletas da categoria média, ambas com bons argumentos não só para a entrada, como para se enfrentarem em circuito. No caso da GSX-8R, que será previsivelmente um modelo de 2024, está prevista também uma versão A2 para iniciantes.

Fonte: Motorrad.com

fonte: https://motomais.motosport.com.pt/motos/suzuki-gsx-8r-2024-a-confirmacao-vem-da-suica/?doing_wp_cron=1694151013.2786469459533691406250#

Notícias relacionadas

Hells Angels e Sons Of Hell na Mira das Autoridades em 2024!

Marcelo Nunes

Dafra NH 300: melhor e mais barata que Lander 250 e XRE 300?

Marcelo Nunes

Ducati XDiavel by Bad Winners: Obra-prima da cidade-luz

Marcelo Nunes

Deixe um comentário