fbpx
The Riders Histories
Notícias

Yamaha XS650 by Simone Conti: Alienigena!

Simone Conti tem o dom que muitos customizadores de motos ambicionam, ou seja, um estilo imediatamente reconhecível. A sua mais recente criação é uma cafe racer neo-futurista, onde o passado e o futuro convivem agradavelmente.

Trabalhando sob a bandeira da Simone Conti Motorcycles, o artesão italiano cria máquinas que parecem rápidas, agressivas e futuristas, como alienígen de duas rodas. O seu estilo é tão distinto que, quando disse aos amigos que estava prestes a customizar uma Yamaha XS650, foi gozado por estes.

“Eu tinha este motor Yamaha XS650 de 1971”, conta Simone, “e pensei que poderia fazer uma moto com um motor antigo e uma estética moderna. Todos os meus amigos me disseram que nunca seria bonito, porque o motor tem linhas totalmente diferentes”.

Determinado a provar que os seus amigos estavam errados, Simone começou a construir uma das suas motos mais loucas até agora. Nomeá-la como uma XS650 customizada é um pouco exagerado, porque as únicas peças originais restantes são o motor, a transmissão, as rodas e o travão traseiro. Todo o resto foi alterado, ou refeito do zero.

Em relação à sua espinha dorsal, o motor dois cilindros da XS650 não fica mais encaixado na sua estrutura de aço original, mas sim suspenso por uma configuração completa de alumínio, projetada e fabricada por Simone.

Trata-se na verdade de um design modular. A parte dianteira do quadro e o sub-quadro são peças tubulares, com um conjunto de placas de montagem cortadas em CNC a juntar ambas as secções. O braço oscilante quadrado parece ter saído de uma moto desportiva, mas também é uma peça personalizada. Alberga um monoamotecer Öhlins e liga-se ao cubo de travão por tambor (!) original da XS650.

Simone manteve ainda as rodas (19F/18R) originais da Yamaha, mas atualizou a sus650pensão dianteira e travões. A suspensão dianteira é de uma Honda CBR600RR e as pinças de travão duplas são unidades Brembo. Para os pneus, Simone combinou um Avon Speedmaster (dianteiro) com um Dunlop K825 (traseiro), para misturar um toque clássico com a vibe futurista da moto.

Modelagem de metal é o forte de Simone e por isso esta XS650 está envolta em peças de alumínio feitas à mão. A vibração é flexível e musculosa e, se tivéssemos que adivinhar, diríamos que o painel de humor de Simone está coberto de fotos de caças a jato futuristas e robôs.

Desde o cone do nariz, até ao depósito de combustível esculpido, seção traseira acinzentada e carenagens laterais generosas, cada peça é fortemente esculpida e carregada de pequenos detalhes. Adoramos a justaposição de bordas afiadas e soldas visíveis, e a maneira como Simone trabalhou uma infinidade de aberturas no design. Os fixadores de um quarto de volta na carenagem provam que ele também considerou o lado prático de possuir uma manutenção fácil numa moto como esta.

A realização das peças de alumínio foram entregues a um amigo, Ivan Motta (que também cuidou da pintura marcante da moto). Ivan colaborou com uma empresa de kitesurf, a Devils Kiteboarding, para construir moldes e reproduzir cada peça em fibra de carbono. As novas peças de carbono incluem as pás dos travões dianteiros ventilados, as tampas das rodas traseiras, o guarda-lamas traseiro, os protetores de calor do escape e os protetores dos filtros de cápsula do motor.

Em boa verdade, poucos customizadores tentariam transformar uma Yamaha XS650 numa café racer neo-futurista como esta, mas Simone conseguiu-o de forma espetacular. E os amigos, acabaram por lhe dar razão.

Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: The Riders e conheça histórias incríveis do mundo biker!

331048921970″ crossorigin=”anonymous”>

Notícias relacionadas

Ensaio Triumph Bobber Black – Com um “Punch” da Pesada

Marcelo Nunes

Yamaha Ténéré 700 2023: Preços, Ficha Técnica e Consumo (Fotos)

Marcelo Nunes

‘Honda Pop indiana’, Shine 100 sai por menos de R$ 5 mil

Marcelo Nunes

Deixe um comentário