fbpx
The Riders Histories
Notícias

MOTOS FLEX: ENTENDENDO O USO DE ETANOL

MOTOS FLEX

As motos flex já dominam mais de 70% do mercado de motocicletas no Brasil, proporcionando aos motociclistas a escolha entre gasolina e etanol. Com mais de uma década desde sua introdução, ainda existem dúvidas sobre o uso adequado do etanol nessas máquinas. Neste guia, exploraremos os aspectos cruciais, vantagens e considerações sobre o uso de etanol em motocicletas flex.

A EVOLUÇÃO DAS MOTOS FLEX:

O surgimento das motos flex, a partir de 2009, coincidiu com regulamentações ambientais mais rígidas, levando as fabricantes a adotarem a injeção eletrônica.

Esse avanço tecnológico facilitou a implementação de sistemas bicombustíveis, tornando-se a norma em modelos até 300 cc no Brasil.

QUANDO OPTAR PELO ETANOL?

Por exemplo, a liberdade de escolher entre etanol e gasolina traz benefícios econômicos, especialmente diante dos altos preços da gasolina.

No entanto, o etanol, apesar de conferir mais potência, resulta em menor eficiência em termos de quilometragem por litro. Contudo, a diferença média é de cerca de 30%, tornando crucial calcular a relação entre os preços dos combustíveis.

Certamente, se o preço do etanol for inferior a 70% do preço da gasolina, optar pelo etanol pode ser economicamente vantajoso.

Por exemplo, realize o cálculo multiplicando o preço da gasolina por 0,7. Se o resultado for maior que o preço do etanol, escolher o etanol é uma decisão econômica.

Leia também:

MISTURAR COMBUSTÍVEIS: UM DILEMA?

Contudo, embora os fabricantes desaconselhem, há exceções, como a partida a frio.

Mas, em regiões de clima muito frio, onde a partida pode ser dificultada pelo uso exclusivo de etanol, a mistura com gasolina é recomendada.

Portanto, a proporção varia, mas orientações sugerem 25% de gasolina em temperaturas de 5°C ou menos.

COMO FUNCIONA O SISTEMA FLEX:

As motos flex são equipadas com sensores que identificam o tipo de combustível em uso.

Consequentemente, a central eletrônica, informada pelo sensor, ajusta a injeção de combustível.

Quatro mapas de injeção são utilizados: só gasolina, mais gasolina que etanol, mais etanol que gasolina e só etanol.

A transição de um combustível para outro pode demandar alguns quilômetros para o ajuste adequado.

CONSIDERAÇÕES ADICIONAIS:

Além disso, a escolha do combustível, é vital considerar que motores de motocicletas flex recebem tratamentos especiais para resistir à corrosão causada pelo etanol.

Em resumo, as motos flex oferecem versatilidade aos motociclistas, mas a escolha entre etanol e gasolina deve ser guiada por fatores econômicos e climáticos.

Portanto, entender o funcionamento do sistema flex e suas peculiaridades contribui para uma utilização eficiente e duradoura dessas motocicletas.

Continue navegando no portal The Riders e acelere com a gente!

Acesse nossas sessões Riders CustomRiders Speed, Riders TrailRiders ElétricaRiders Cross e fique ligado nas novidades! Moto

Notícias relacionadas

Ducati MX: Conheça o Novo Motocross Italiano em Ação

Marcelo Nunes

CB 300F TWISTER ABS: Preço e a Simulação de Financiamento

Marcelo Nunes

Retrospectiva 2023: As Motos que Marcaram o Ano

Marcelo Nunes

Deixe um comentário